Header Ads

No Serra Dourada, Sampaio sofre goleada para o Atlético Goianiense

Em Goiânia, no Estádio Serra Dourada, o Sampaio Corrêa enfrentou o Atlético Goianiense. O confronto isolado, válido pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro Série B, aconteceu neste domingo, 31 de Julho, às 16h. Os donos da casa aplicaram uma goleada de 4x1 e o time maranhense continua amargando a última posição na tabela.



Ainda sem poder contar com Rafael Estevam e Renan Luís, o técnico Wagner Lopes novamente teve que improvisar Heverton na lateral esquerda. Lucas Sotero permanece lesionado e Pimentinha, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, também desfalcou a equipe.

O primeiro lance de relativo perigo saiu aos 10 minutos de jogo. O lateral esquerdo Michel, do Atlético, tentou cruzar da esquerda e a bola passou perto da trave esquerda. Aos 17, o Sampaio conseguiu assustar em cobrança de falta de média distância de Rayllan, a bola passou com perigo sobre o gol. No minuto seguinte, Edgar efetuou um bom cruzamento para o centro da área e Carlos Alberto cabeceou fraco para a fácil defesa de Klever.

O jogo estava bastante truncado, com o Sampaio marcando bem e dando pouco espaço para o time da casa trabalhar a bola em seu campo de ataque. Mas aos 25 minutos, acontecera o lance que mudou o panorama do jogo. Magno Cruz carregou a bola para a Linha de Fundo, pelo lado direito, e tentou fazer o passe para dentro da área, mas a bola tocou no braço direito do volante Levi e o árbitro da partida assinalou o pênalti. O próprio Magno foi para a cobrança e a converteu a favor do Atlético Goianiense, abrindo o placar no Serra Dourada.

O Sampaio só conseguiu levar perigo novamente no minuto final do tempo regulamentar. Wágner Fogolari cabeceou por cima do gol, após cobrança de escanteio de Rayllan.

O segundo tempo iniciou com o time da casa buscando mais o jogo e logo aos 4 minutos ampliou o placar com Alison. O atacante arriscou, com muita liberdade, de fora da área e acertou um belo chute no ângulo, indefensável para o arqueiro boliviano. O ímpeto do Atlético Goianiense persistiu e mais uma vez encontrou espaço para efetuar um novo chute de fora área, desta vez com Gilsinho, mas o goleiro Rodrigo Ramos estava bem posicionado e fez uma excelente defesa, espalmando a bola.

O técnico do tricolor maranhense não tinha outra alternativa a não ser colocar o time para frente e tentar ao menos um empate. Ele sacou o volante Felipe Baiano e lançou o atacante Henrique. Pela ausência de Diego Lorenzi, lesionado e substituído por Daniel Barros ainda no primeiro tempo, e agora pela entrada de mais um atacante, o Sampaio ficou exposto e sem proteção no setor defensivo. Mas logo após a substituição, a Bolívia Querida sofreu o terceiro gol. Aos 11 minutos, Gilsinho cobrou escanteio, Lino desviou de cabeça e a bola caiu nos pés de William Schuster, que só teve o trabalho de empurrá-la para o fundo da rede.

O Sampaio precisava desesperadamente de um gol para incendiar a partida. Aos 24 minutos, Rayllan recebeu passe enfiado, avançou para a área e finalizou, mas o goleiro Klever estava bem posicionado e fez a defesa com segurança. O tricolor continuava dando espaço para o adversário e aos 30, Gilsinho encontrou o caminho livre para efetuar mais um chute de fora da área, assustando o goleiro Rodrigo Ramos.

O gol tricolor saiu somente aos 42. Edgar recebeu ótimo passe de Rayllan entre a defesa, driblou o goleiro e com o gol livre, balançou a rede, diminuindo o placar. Não houve tempo para comemorar e nem para arquitetar um possível empate. Aos 44, o time da casa logo tratou de dar números finais ao marcador. Gilsinho fez o passe cruzado da direita para o meio da área e Alison chegou à frente do zagueiro adversário para completar, finalizando no canto esquerdo e aumentando a diferença. O Sampaio ainda tentou reagir após lançamento de Daniel Barros do campo de defesa, que encontrou Edgar entre os zagueiros. Ele driblou novamente o goleiro, mas perdeu o equilíbrio e não conseguiu finalizar como gostaria, mandando a bola por cima do gol. Já era tarde demais para mais tentativas e o jogo terminou assim, 4 x 1 para o Atlético Goianiense e o Sampaio Corrêa continua com apenas 12 pontos e vê seus adversários diretos na luta contra o rebaixamento se distanciarem ainda mais.

Após fazer um primeiro tempo marcando bem e anulando as principais jogadas do adversário, os jogadores pareciam ter sentido o primeiro gol e voltaram para o segundo tempo desligados e dando muito espaço para o Atlético jogar. Pela esquerda, não houve nenhuma jogada sequer de profundidade, com ultrapassagens, até mesmo pela ausência de um lateral de ofício naquela lateral. O atacante Carlos Alberto foi pouco acionado e nas duas vezes que conseguiu finalizar não obteve êxito. O meia Rayllan mais uma vez se destacou nas bolas paradas, mas no segundo tempo não apareceu tanto, além da jogada do único gol tricolor.

O técnico do tricolor maranhense não tinha outra alternativa a não ser colocar o time para frente e tentar ao menos um empate. Ele sacou o volante Felipe Baiano e lançou o atacante Henrique. Pela ausência de Diego Lorenzi, lesionado e substituído por Daniel Barros ainda no primeiro tempo, e pela entrada de mais um atacante, o Sampaio ficou exposto e sem proteção no setor defensivo. Fato tal que acentuo como determinante para o largo placar.

O próximo jogo do Sampaio será no dia 18 de Agosto contra o Goiás, no Castelão, em São Luís, às 20h30. Trata-se de um jogo muito importante, pois são dois times que brigam contra o rebaixamento.

FICHA DO JOGO:

ATLÉTICO-GO 4 X 1 SAMPAIO CORRÊA

Local: Estádio Serra Dourada, Goiânia (GO)
Data/Hora: 31 de Julho de 2016, às 16h

Atlético-GO: Klever; Matheus Ribeiro, Marllon, Lino e Michel; Pedro Bambu, William Schuster (Silva), Magno Cruz (Bruno Barra) e Marquinho (Jorginho); Gilsinho e Alison.
Técnico: Marcelo Cabo

Sampaio Corrêa: Rodrigo Ramos; Éder Sciola, Wágner Fogolari, Luiz Otávio e Heverton; Levi, Diego Lorenzi (Daniel Barros), Felipe Baiano (Henrique) e Rayllan; Edgar e Carlos Alberto (Fernandinho).
Técnico: Wagner Lopes

Gols: Magno Cruz - 26’1T, Alison - 3’2T, William Schuster - 11’2T e Alison - 44’2T (Atlético-GO); Edgar - 42’2T (Sampaio Corrêa)

Árbitro: Dyorgines José Padovani de Andrade (ES)

Marcos Fernandes || Twitter: @poetafernandes
Linha de Fundo || @SiteLF

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.