Header Ads

Palmeiras volta a vencer em dia de lesões no ataque

Depois de uma sequência ruim de três jogos sem vitória, o Palmeiras voltou ao Allianz Parque para enfrentar o Vitória. A ótima campanha em casa acabou colocada em cheque depois de dois tropeços contra Santos (1x1) e Atlético-MG (0x1), era preciso reagir com urgência já que os outros cinco times encostaram perigosamente nas primeiras posições.

A resposta foi muito boa com uma apresentação que lembrou bons jogos do time alviverde, ainda que sem Roger Guedes (diga-se, por opção) e Gabriel Jesus (na seleção olímpica). Com muita paciência e toque de bola, o Palmeiras comandou toda primeira etapa e levou perigo de diversas maneiras. O Vitória praticamente não chegou ao ataque, com exceção a um chute forte no começo da partida que acabou defendido por Jailson.
Foto: Globo Esporte.
Aos poucos o gol passou a amadurecer e não tardou a sair. Jean até perdeu pênalti sofrido por Cleiton Xavier, mas sequer deu tempo para murchar o estádio com mais de 30 mil palmeirenses. No lance seguinte Barrios, que entrou no lugar do péssimo Leandro Pereira, marcou: 1x0. Ainda na primeira etapa poderia ter saído o segundo gol, ainda que com pé no freio.

O começo da segunda etapa deixou o jogo ainda mais nas mãos do Palmeiras quando Cleiton Xavier aproveitou cruzamento de Dudu e ampliou. A partida já cheirava goleada, porém com uma chuva de gols perdidos, o Verdão tornou um jogo tranquilo para outro com riscos quando Tchê Tchê bobeou na marcação e viu Thiago Martins, que fazia ótima partida, empurrar para o próprio gol.

Os últimos quinze minutos foram malucos, com chances de gol para os dois times. Mesmo mais bagunçado, as melhores continuaram sendo alviverdes e o terceiro gol não saiu por falta de capricho. E por pouco não fez falta: já no final, Jailson fez uma defesa espetacular de mão trocada e evitou um trágico empate.

O DESTAQUE: Se o Palmeiras teve dificuldades com goleiro no ano retrasado quando Prass se machucou, Jailson mostrou uma segurança que Vagner não conseguiu. Com uma bela defesa no começo como cartão de visitas e outra espetacular já quase nos acréscimos, Jailson evitou que uma boa atuação fosse jogada no lixo.

BOLA MURCHA: Não dá para entender a preferência de Cuca por Leandro Pereira. Com ele no comando ofensivo, o Palmeiras perdeu ótimas jogadas em uma defesa esburacada. Sua lesão foi comemorada pela torcida.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.