Header Ads

Real sofre, mas vence Celta em casa

Kroos comemora com Vázquez e Carvajal o gol da vitória (Getty Imagens)
O Real Madrid recebeu o Celta de Vigo no Santiago Bernabéu e sofreu mais do que o esperado para arrancar uma vitória do clube celeste. Ainda com desfalques, o time merengue contou apenas com a volta de Luka Modric ao elenco principal: Cristiano, Benzema e Navas ainda fazem recuperação. 

Com uma marcação alta e sem deixar espaços para o time blanco, o Celta fez o Real Madrid penar para chegar ao ataque. As primeiras chances vieram de Morata, que aproveitou a sobra, invadiu a área, fez boa jogada, mas chutou para fora. Modric aproveitou para chutar na falha do goleiro, que acabou se recuperando e defendeu. 

As coisas só começaram a melhorar no segundo tempo. Ainda preenchendo os espaços em campo, o time de Vigo começou assustando a defesa merengue, mas aos 60 minutos Modric dominou a bola e tocou para Marco Asensio que chutou no goleiro e, no rebote, Alvaro Morata aproveitou para encher o pé, marcando seu primeiro gol nessa temporada da La Liga. Pouco tempo depois, Morata teve outra chance porém, a bola parou na trave.

Aos 64, Asensio deu lugar para Lucas Vázquez. Dois minutos depois, aos 66, Orellana recebeu de fora da área, após uma serie de troca de passes entre os célticos, e livre encontrou espaço para guardar uma lindo chute no ângulo, empatando o jogo. Com o empate, Zidane mexeu na equipe, saiu Modric - que tinha acabado de voltar ao time titular após pré-temporada - e entrou James Rodriguez. O colombiano criou bem, mas não atingiu o objetivo, então o tecnico francês voltou a mexer, tirando Morata para a entrada do conterrâneo Mariano Díaz.
Os gols do jogo



Na insistência de uma jogada pela lateral, Vázquez brigou pela bola e encontrou Toni Kroos sozinho para bater de primeira e anotar o gol da vitória aos 81 minutos. 2x1, festa no Bernabéu. Nos acréscimos ,Bale ainda recebeu sozinho frente a frente com o goleiro, o galês tentou um chute por cobertura, mas a bola saiu. 

Um jogo sofrido por mérito do Celta, já que o time celeste fechou os espaços e obrigou o Real Madrid a buscar alternativas, sem se intimidar no Santiago Bernabéu. O excelente trabalho de Berizzo deu dor de cabeça a Zinedine Zidane, que tirou do banco suas cartas na manga. Não existe reservas no Real, qualquer um do banco tem a capacidade para ser titular. Não perder jogos como esse é o que garante um campeonato de pontos corridos. O sufoco não incomoda, o importante é vencer. 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.