Header Ads

Rio 2016: Pódio totalmente inesperado para o Brasil no Taekwondo

De 17 a 20 de agosto, o Taekwondo esteve presente nos Jogos Olímpicos. Com a maioria das medalhas ganhas pela Coréia do Sul, foram disputadas as seguintes categorias: no feminino tivemos até 49 kg, até 57 kg, até 67 kg e acima de 67 kg. Já no masculino foram até 58 kg, até 68 kg, até 80 kg e acima de 80 kg.

Foto: Rio 2016
Dia 1: No primeiro dia de competição, logo na primeira luta o Brasil esteve presente. Na categoria até 49 kg, Iris Sing venceu Andrea Kilday da Nova Zelândia por 7 a 5, assim passando para as quartas de final. Ela foi derrotada pela mexicana Itzel Bastidas por 14 a 4, que foi derrotada na disputa da medalha de bronze por Panipak Wongpattanakit, da Tailândia. Quem também ficou com a medalha de bronze foi Patimat Abakarova, do Azerbaijão. A medalha de prata foi para Tijana Bogdanović, da Sérvia, e a medalha de ouro com Kim So-hui, da Coréia do Sul.

Na categoria 58 kg masculino, tivemos Venilton Teixeira ganhando de Ron Atias, de Israel, por 16 a 2 nas oitavas. Já nas quartas, o brasileiro foi derrotado por 8 a 5 para o mexicano Carlos Valdéz, que acabou caindo na disputada da medalha de bronze diante de Kim Tae-hun, da Coréia do Sul. A outra medalha de bronze foi Luisito Pie, da República Dominicana, que venceu Jesús Cabrera, da Espanha. A de prata com Tawin Hanprab e a medalha de ouro com Shuai Zhao, da China.

Dia 2: Na categoria até 57 kg femininos, tivemos Julia Vasconcelos, que perdeu logo na primeira luta para Suvi Mikkonen, da Finlândia, por 10 a 9. Ela foi eliminada nas quartas para Nikita Glasnovic, da Suécia. A sueca chegou a disputar a medalha de bronze, porém quem ganhou foi Kimia Zenoorin, do Irã. A outra medalha de bronze ficou com Hedaya Wahba, do Egito. A espanhola Eva Gómez ficou com a prata e Jade Jones, da Grã-Bretanha, com o ouro.

Na categoria até 68 kg masculinos, não tivemos brasileiros na disputada. Medalhas de bronze para Joel González, da Espanha, e Lee Dae-Hoon, da Coréia do Sul. A medalha de prata ficou com Aleksey Denisenko, da Rússia, e a de ouro com Ahmad Abughaush, da Jordânia.

Dia 3: Sem brasileiros na disputa das categorias. No feminino categoria até 67 kg, medalhas de bronze para Ruth Gbagbi, da Costa do Marfim, e Nur Tatar, da Turquia. A francesa Haby Niare ficou com a prata e Oh Hye-Ri ganhou outra medalha de ouro para a Coréia do Sul.

No masculino até 80 kg, medalhas de bronze para Oussama Oueslati, da Tunísia, e Milad Harchegani, do Azerbaijão. Lutalo Muhammad, da Grã-Bretanha, ficou com a prata e Cheick Cissé, da Costa do Marfim, com o ouro.

Dia 4: Na categoria acima de 67 kg feminino não tivemos brasileiras na disputa. Bianca Walkden, da Grã-Bretanha, e Jackie Galloway, dos Estados Unidos, ficaram com o bronze. A mexicana María Espinoza com a prata e Zheng Shuyin, da China, com o ouro.

Já na categoria masculina acima de 80 kg tivemos uma grata surpresa. Maicon Siqueira ganhou por 9 a 7 do americano Stephen Lambdin e assim passou para as quartas de final. O brasileiro acabou perdendo para Issoufou Abdoulrazak, do Níger, e acabou indo para a repescagem. Na luta contra o francês M'Bar N'Diaye, vitória por 5 a 2, classificando o Brasil para a disputada do bronze. Na luta decisiva, Maicon ganhou de Mahana Cho, da Grã-Bretanha, por 5 a 4. O outro bronze ficou com Cha Dong-Min, da Coréia do Sul. A medalha de prata ficou com Issoufou Abdoulrazak e a de ouro com Radik Isaev, do Azerbaijão.


Brasileiro aplicando um golpe. (Foto: Rio 2016)
Maicon, de 23 anos, é o 51º colocado no ranking mundial da categoria e surpreendeu o britânico Mahama Cho, número 12 do mundo. O brasileiro não era cotado para ganhar uma medalha no Rio de Janeiro na modalidade. No país, as expectativas estavam em cima de Iris Tang Sing, que acabou de mãos vazias.

Texto feito por: @Andreysuldovski

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.