Header Ads

Sem organização, tática, técnica ou estratégia, mas com três pontos

Foto: Uol
Brasileirão Série A 2016, 18ª rodada. O Vitória voltou a Salvador para jogo de vida ou morte contra o Coritiba. Partida que valia seis pontos contra um time também desesperado por pontos. O Coxa foi melhor boa parte do jogo e criou várias chances concretas de gol, mas faltou frieza e competência para sair com um bom placar de Feira de Santana. E no final foi castigado com gols do Vitória vindo de lampejos do atleta Marinho. Vitória 3 x 2 Coritiba.

RESUMO

Se no futebol tivéssemos a certeza que aquele ditado popular de "o que vale são os três pontos" seria conquistado sempre, independente de como o time atuasse, ou melhor, mesmo que a equipe não apresentasse nenhuma qualidade técnica, tática, organização e ou estratégia em conjunto, então esse colunista ficaria feliz e pediria que o Vitória sempre jogasse como ontem.

Mas a realidade do futebol nos mostra que, se nem sempre vence o melhor em campo, mais difícil ainda será para quem nada apresenta no que diz respeito ao que citamos acima. "Futebol é bola na rede" talvez esse seja o melhor ditado popular para esse esporte. Por outro lado, particularmente acho que futebol é muito mais que todos esses ditados populares que afagam o torcedor que sofre do sentimento de paixão. 

Entretanto, esse alento não configura um visão boa de futuro para o time e pode ser ilusório. O Vitória, para mim, se não melhorar muito pode não conseguir 23 pontos nos jogos que lhe restam no Brasileirão 2016, pontuação que fará o clube atingir 45 pontos e afastar a possibilidade matemática de ser rebaixado.

Vagner Mancini já mostrou que não vai mudar suas convicções em termos de modelo de jogo. Então que pelo menos saiba definir melhor as peças que serão escaldas como titular na equipe. Se Vander e Dagoberto não marcam e andam em campo, se Amaral já não faz o feijão com arroz, então é bem melhor apostar em atletas que tem mais técnica comprovada, mas que também ajudam na marcação de encaixes do time, só que em tese, terão mais qualidade com a bola para dar a equipe.

Que bom que os três pontos vieram. Que bom que o Coritiba conseguiu errar várias finalizações na cara do gol. Vamos para frente e ao torcedor, aviso que não deixe de rezar e orar por Mancini e esses atletas. É o que temos para hoje!
É isso aí galera!

Seja Sócio SMV!

Por @AdsonPiedade



FICHA TÉCNICA
VITÓRIA 3 X 1 CORITIBA

Data: quarta-feira, 03 de agosto de 2016
Local: Estádio Joia da Princesa, em Feira de Santana (BA)
Árbitro: André Luiz de Castro (GO)
Assistentes: Fabricio da Silva e Christian Sorence (ambos de GO)
Gols: Raphael Veiga (Coritiba), Juninho (contra para o Vitória), Marinho e Kieza (Vitória).
Cartões amarelos: Kanu e Flávio (Vitória) e Carlinhos (Coritiba).

VITÓRIA: Fernando Miguel; Diego Renan, Ramon, Kanu e Euller(José Welison); Willian Farias, Amaral (Flávio) e Sherman Cárdenas; Marinho, Dagoberto (Vander) e Kieza.
Técnico: Wagner Mancini

CORITIBA: Wilson, Dodô, Walisson Maia, Juninho e Carlinhos (César Benítez); Edinho, João Paulo, Raphael Veiga (Bernardo) e Iago (Neto Berola); Kleber e Kazim.
Técnico: Pachequinho

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.