Header Ads

Desculpe o transtorno, preciso falar do City

Agüero viveu mais uma noite mágica em Manchester (MirrorUk)
SEGUREM GUARDIOLA E SUA TRUPE. Vamos por partes. Bem, sei que é muito cedo pro torcedor do City se empolgar. É início de temporada, e nós sabemos que tudo só é decidido no fim. Porém, não há como negar que dá pra sentir um cheirinho, cheiro esse que é fomentado por um senhor chamado Josep Guardiola. O cara é realmente muito acima da média, é aquele tipo de treinador que consegue tirar do jogador mediano mais do que ele é capaz, ou tirar daquele talentoso, o que ele ainda não havia demonstrado.

Claramente esse fato vem ocorrendo no City, hoje foi mais uma prova disso. O infame Kolarov, que esteve a poucos passos de dar adeus pra nunca mais do City (era o desejo de muitos torcedores do City, inclusive deste que vos escreve) foi acolhido por Guardiola, que depositou uma confiança enorme no Sérvio, e o que aconteceu?? Kola está jogando como nunca. Não importa a posição, pode ser de líbero, lateral ou volante. Algo foi injetado no Kolarov, provavelmente alguma substancia vinda da Catalunha.


Mais um belo jogo coletivo do City (MirrorUk)
O outro geneticamente modificado foi Raheen Sterling. O novato inglês que veio a peso de ouro temporada passada não tinha tido grande desempenho. Já hoje, mais uma vez nessa temporada se mostrou fundamental. Criou as maiores chances de perigo da equipe junto com o já inquestionável De Bruyne.

City abriu o placar logo aos 8 minutos de jogo. Kolarov fez cruzamento rasteiro para a área e Agüero antecipou e marcou, iniciando assim, mais uma noite magnifica do argentino no Etihad. Após o gol, City continuou procurando o gol por todo o tempo, mesmo que as vezes tomasse alguns contra-ataques do Borussia. Foi pressionando que saiu o segundo. Gundogan, estreante da noite sofreu pênalti, Kun converteu e tranquilizou o City.

Kun foi o Man Of The Match (MirrorUk)
O lance de mais perigo dos alemães na primeira etapa foi numa jogada ensaiada de escanteio, que obrigou Bravo fazer ótima defesa. City terminou os 45 primeiros minutos trocando passe à moda Guardiola.

Veio a segunda etapa e não houve mudança alguma no estilo de jogo do City, continuava com a bola, mas dessa vez não conseguia criar tantas oportunidades. Os chutes vieram mais de fora da área. Desculpe o transtorno, mas eu preciso falar de JOHN FUCKING STONES, WHAT A GAME. Baita atuação do promissor defensor inglês, dominou a área e doutrinou na saída de bola, eu só via Beckenbauer. Outro que também fez ótima partida, mas já está até redundante falar é o Fernandinho, não sei o que Tite ainda faz com Paulinho enquanto tem esse cara jogando com maestria na volância.

O hat-trick de Kun veio aos 32, logo após Sterling perder cara a cara com o goleiro. No ataque seguinte, Agüero recebeu assistência nas mesmas condições e mostrou a Raheem como se faz. Dibrou o arqueiro e guardou mais um. No fim da partida, ainda entrou o moleque Ieanacho e marcou o 4º para fechar de vez o caixão alemão.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.