Header Ads

O CSA está na final do Campeonato Brasileiro da Série D

Jogando fora de casa,o CSA conseguiu a classificação diante do São Bento no estádio Walter Ribeiro na tarde deste domingo(18), a equipe Maruja foi derrotada pelo placar de 1x0,mas devido o bom resultado conquistado em casa por 2x0, o Azulão conseguiu a classificação para a grande final da Série D.
O JOGO:
(Facebook: CSA Oficial)

1°TEMPO
O São Bento partiu ao ataque precisando buscar gols e teve duas faltas perigosas logo nos primeiros minutos. Tremonti obrigou Jeferson a trabalhar e fazer boa defesa. Em seguida foi a vez de Zambi cair na área e pedir pênalti. O árbitro Rodolpho Toski não marcou e puniu o atacante com cartão amarelo por simulação. Sem respirar, o CSA sentia o calor de atuar contra a torcida paulista. A primeira baixa do Azulão foi o goleiro Jeferson, que sentiu lesão muscular e foi substituído por Pantera aos 24 minutos.
A não marcação do pênalti deixou o time do São Bento agitado, e a pressão fora de casa enervou os jogadores alagoanos. O árbitro distribuiu amarelo para Everton Heleno, Didira e Edu Pina por faltas duras em sequência. O CSA não valorizava a posse de bola e apelava para os chutões. Sobrou disposição e faltou qualidade. Denílson ainda recebeu cartão amarelo antes do final da primeira etapa. 

2°TEMPO
O time da casa iniciou pressionando. Leandro Cardoso tomou cartão amarelo por falta providencial em Edu Pina. Em seguida, Magrão completou cruzamento quase na frente de Pantera e mandou pra fora. Com tantos cartões distribuídos, uma expulsão era questão de tempo. E foi para o CSA. Denílson cometeu falta na defesa, recebeu o segundo amarelo e foi expulso aos 10 minutos. O Azulão de Sorocaba foi para o tudo ou nada e fez as duas últimas alterações, sacando Zambi e Fábio Bahia, para entrada de Anderson Cavalo e Diego Barboza. 
Com um a menos, Canindé substituiu Bismark por Elizeu, e Didira por Azul. Mas quem apareceu foi a chuva. Uma tempestade caiu em Sorocaba no segundo tempo e o jogo foi interrompido aos 26 minutos. Cinco minutos depois, o CSA quase abriu o placar com Everton Heleno, mas Viana fechou o gol. Após o lance, Guilherme Carré tomou cartão amarelo e o árbitro voltou a interromper o duelo aos 40 minutos. A bola voltou a rolar depois de 14 minutos, com o campo alagado e a iluminação precária. Sem as mínimas condições da prática do futebol, o árbitro Rodolpho Toski arrastou a decisão até cumprir o tempo de jogo. No último minuto, no entanto, Pantera falhou em bola aérea e Magrão fez o único gol do confronto.E assim,em meio um jogo nervoso para o torcedor Azulino,o CSA conseguiu a classificação para a grande final do torneio.

O Azulão enfrentará o Volta Redonda-RJ no próximo domingo(25) no primeiro jogo da final da Série D.

Lucas André || @luc4s_andre
Linha de Fundo || @SiteLF

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.