Header Ads

Peru se impõe e vence Equador em casa nas Eliminatórias

Peru e Equador se enfrentaram em Lima na noite desta terça-feira (7) e os donos da casa saíram vitoriosos. Disputando a oitava rodada das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2018, os equatorianos se esforçaram para encostar nos líderes da tabela, mas pararam na defesa peruana e não conseguiram evitar dois gols.

(Foto: AFP/CRIS BOURONCLE)
Foi um jogo disputado e duro, com as duas equipes criando oportunidades. Ainda no primeiro tempo, Cueva abriu o placar para o Peru e Achilier empatou para o Equador. Entretando, Tapia acabou com a festa dos visitantes e marcou o segundo, fechando o marcador em 2 a 1 para os peruanos.

Com o resultado, o Peru segue em nono lugar com cinco pontos, mas se afasta um pouco mais da laterna Venezuela. Já o Equador segue no bolo da zona de classificação para a Copa e, com treze pontos, está em quinto lugar.

Após mais duas rodadas de competição, as seleções só voltam a campo pelas Eliminatórias do dia 7 de outubro. O Peru receberá a forte Argentina, que lutará para voltar a liderança. Já o Equador, em Quito, enfrentará o Chile.

Peru: Melhorou, mas falta objetividade

A derrota diante da Bolívia, que já estava sem vencer há dez meses, foi um duro golpe na seleção peruana. A altitude de La Paz interferiu nos planos da equipe que, sem Guerrero, poupado no início do duelo e sem oportunidades no segundo tempo, levou dois gols e não teve chances diante dos bolivianos.

Voltando para casa, o panorama não foi exatamente bom, já que a equipe precisa melhorar em diversos pontos, mas foi suficiente para conquistar a vitória diante de uma seleção que disputa diretamente a classificação para a Copa do Mundo. O Peru dominou as ações ofensivas, porém, a falta de objetividade do ataque preocupou e, mesmo com Cueva tentando, o time sofreu até acertar a meta. Gareca precisa melhorar urgentemente esse setor se quiser sonhar com alguma coisa nas Eliminatórias.

Aos 19 minutos, o Peru ganhou um pênalti depois que Achilier tocou com a mão na bola dentro da área. Cueva não desperdiçou e marcou, abrindo o placar em Lima. Entretanto, foi neste momento que o Equador saiu em busca do empate e as equipes acabaram se esbarrando, sem muitas chances criadas.

O empate equatoriano aos 30 minutos do primeiro tempo não desanimou, já que o Peru voltou do intervalo com mais vontade e melhor graças à entrada de Ruidíaz. O jogador peruano melhorou as ações ofensivas e o gol era questão de tempo, já que, mesmo com o duelo aberto, os donos da casa jogaram mais a bola na área.

Domínguez, goleiro do Equador, trabalhou bastante, mas não conseguiu segurar a pressão peruana e, aos 32 minutos, ele afastou mal o chute de Cuva para o meio da área e a bola sobrou para Tapia, que só teve o trabalho de mandar direto para o fundo da rede. Após o 2 a 1, a defesa funcionou e Gallese segurou as melhores oportunidades.

(Foto: AFP/ERNESTO BENAVIDES)
Equador: Má fase preocupa para o resto das Eliminatórias

A boa fase da arrancada inicial ficou no passado. Com atuações ruins nos jogos dessa rodada dupla, a seleção equatoriana não somou nenhum ponto e despencou para o quinto lugar com treze pontos. A classificação ainda não assusta (especialmente considerando que um dos adversários era o Brasil), mas a queda de rendimento sim.

Diante da frágil seleção peruana, a La Tri não conseguiu se impor em praticamente nenhum momento do jogo e pouco criou para sair com um resultado diferente da derrota por 2 a 1. Nem mesmo os tradicionais contra-ataques foram vistos diante de um Peru que tinha apenas uma vitória até o confronto desta noite.

Pior do que isso, as falhas defensivas que vem se repetindo jogo após jogo voltaram a aparecer contra a seleção peruana. Foi através de um pênalti infantil que os donos da casa abriram o placar. O empate acabou caindo dos céus em um lance isolado de bola parada, muito pouco para quem sonha com a vaga na Copa do Mundo.


Quinteros tem pouco mais de um mês para pensar em uma estratégia que repita as boas atuações das primeiras rodadas. Em outubro, a La Tri enfrenta um irregular Chile dentro de casa e precisa vencer para tentar buscar pontos na altitude boliviana no jogo seguinte. É preciso voltar a pontuar para não ser apenas um coadjuvante na reta final das Eliminatórias.

Por Mariana Sá (@marigarboggini) e Stéfano Bozza (@stebozza)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.