Header Ads

Vantagem importante

Quando você ouve falar sobre o maior campeão da Taça Libertadores da América, em um estádio com o nome da competição, e com apelido de “inferno”, muitos temeriam, até tremeriam, mas isso tudo não assustou nenhum pouco a Chapecoense, que na noite da quarta-feira (21), arrancou um empate em 0x0, depois de muita pressão dos donos da casa, e agora decidem no caldeirão verde e branco.

Foto: Divulgação GE.com
Com Lourency na vaga de Arthur Maia que nem viajou para Buenos Aires, e Matheus Biteco ganhando a vaga de Gil na meia, o Verdão não mostrou nenhum medo nos minutos iniciais da partida, e até assustou logo aos 8 minutos, quando Cleber Santana cruzou e Thiego apareceu livre atrás da defesa, cabeceando por cima da meta.

No estilo Caio Júnior, o Rojo mantinha maior posse de bola, chegando a ficar com 71%, contra 29% da Chape. Mas com Tiaguinho e Lourency, a saída nos contra-ataques era a arma principal, foi assim que novamente o Verdão assustou, junto com Kempes, Tiaguinho cruzou para Lourency, que chegou atrasado e por muito pouco não abriu o placar.

O Independiente não se encontrava em campo, Danilo não trabalhou perigosamente em nenhum momento durante a primeira etapa. Já o Verdão sai de campo com moral, fazendo um grande primeiro tempo, com chances de gols desperdiçadas, ficando no empate sem gols.

Na volta do intervalo, o técnico Caio Júnior tirou Lourency e mandou Lucas Gomes, apostando na experiencia e na velocidade do atacante. Mas parece que o jogador não estava nenhum pouco com vontade de entrar em campo, não acertava passes, quando tinha a bola nos pés demorava para servir seus companheiros, muitas vezes sendo fominha demais.

O Rojo apostava todas suas jogadas pelo lado direito, Gimenez que havia recebido cartão amarelo ainda no primeiro tempo se virava como podia, era um guerreiro dentro de campo, e segurava a pressão como podia.

Em 18 minutos, os donos da casa tiveram duas grandes oportunidades, após rebote da defesa, Martínez chutou, mas pegou mal, na segunda Vera fez o pivô e encontrou Barco, que bateu também para fora.

Caio Júnior resolveu mexer novamente, Sérgio Manoel foi para a lateral direita na vaga de Gimenez, mais um erro do treinador, o volante improvisado entrou mal, o Independiente seguia pressionando pelo lado direito, e quase abriu o placar aos 21 minutos, quando Meza saiu na cara do gol, tirando do goleiro Danilo, mas a bola passou raspando a trave, assustando o torcedor Chapecoense.

A pressão era toda vermelha, após cruzamento, Meza se antecipou e cabeceou pro gol, mas nas mãos de Danilo, que salvou o Verdão. Foi então que Bruno Rangel entrou no lugar de Kempes, aos 39 minutos e grande oportunidade da Chape na partida, o centroavante encontrou Dener, que dominou, invadiu a área e chutou de direita, chutando a esperança de uma vitória para longe da meta de Campaña.

Com o empate o Verdão joga por uma vitória simples na Arena Condá na próxima quarta-feira (28), às 19h15. Antes disso, vira a página e volta a pensar no Campeonato Brasileiro, quando no domingo (25), viaja até Porto Alegre, enfrentar o tricolor gaúcho, na Arena do Grêmio.


Marcelo Weber || @acfmarcelo

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.