Header Ads

Empate com gosto de derrota

Em uma tarde em que a arbitragem de Martin Atkinson foi bastante confusa em alguns momentos, sendo destacados dois lances duvidosos de pênalti à favor da equipe da casa. Joe Allen abriu placar para a equipe do Stoke City, mas com uma falha da zaga ,o time sofreu o empate no último minuto.

1317612
Pequeno torcedor assistindo o jogo (Foto: The Sentinel)
Mark Hughs nesse jogo optou por manter o goleiro Grant, que vale destacar fez uma ótima partida e não teve culpa no gol sofrido. O manager do Stoke também contou com a volta do seu meio campista, camisa 22 Shaquiri e o seu volante Whelan.

O jogo começou bastante pegado e com chances para os dois lados. A equipe visitante apostou bastante nas jogadas pelas laterais, aproveitando o talento de Chadli, que parecia estar bastante inspirado. Em uma delas, aos 10 minutos, participou de uma triangulação na lateral do campo que resultou em um chute colocado de Rondón a esquerda do gol de Grant.


Logo em seguida, o Stoke tentou a resposta e aconteceu a primeira polêmica. Depois de um bate-rebate na entrada da área, a bola sobrou para Pieters, que tentou uma tabela com Arnautovic e recebeu a bola dentro da da área, mas foi empurrado por Philips pelas costas e foi ao chão. Martin Atkinson estava bem perto no momento do lance, mas mandou o a jogada seguir.

O Stoke se lançou ao ataque e Glen Johnson apostou bastante nas jogadas individuais pelas laterais do campo. Antes do fim do primeiro tempo, o lateral tocou para Cameron, que pegou de primeira na bola e cruzou na área da equipe visitante; Na sequência, Bony se antecipou na jogada e tocou de cabeça para Johnson, que tentou o chute de primeira e encobriu o goleiro Foster, mas o Dawson evitou o gol em cima da linha.

Allen voltou determinado no segundo tempo (Foto: Divulgação/Site do Stoke City)

No retorno dos times para etapa complementar, Allen parecia bastante determinado em fazer a diferença. Logo no começo do segundo tempo, Arnautovic recebeu uma bola pela lateral do campo e tentou cruzar meio sem jeito para dentro da área, a zaga da equipe visitante acabou falhando e Allen cabeceou a bola sozinho, mas a bola rebateu na zaga adversária e foi para fora.

Logo em seguida aconteceu mais uma polêmica, novamente em uma tabela feita por Pieters e Arnautovic na entrada da área, o lateral foi tocado dentro da área por trás e foi novamente ao chão. Porém, o juiz, novamente estava perto do lance e mandou a jogada seguir, para desespero de Mark Hughs no banco.


Allen e Arnautovic comemorando o gol (Foto: Divulgação/ Site do Stoke City)

Em um segundo tempo de bastantes oportunidades para a equipe da casa ,Mark Hughs decidiu apostar na bola aérea, colocando Crouch no lugar de Bony. Todavia, não foi o "gigante" que marcou de cabeça, e sim, um baixinho. Após cruzamento de Shaqiri, a zaga adversária tentou afastar, mas Allen aproveitou a sobra e abriu o placar para o Stoke City.

Após o gol, os visitantes tiveram outra postura e mudanças na equipe, que surtiram efeito. O West Bromwich se encontrava no ataque e insistiu nos chutes de longa distância. Porém, o empate veio apenas na bola parada, já no fim da partida.

Rondon deu números finais a partida (Foto: The Sentinel)
Aos 90', depois de uma confusão na área do Stoke City, o zagueiro Indi se precipitou e colocou uma bola que era do goleiro Grant para a linha de fundo. A zaga acabou não entendo muito o que ele fez mas esperaram a conclusão do escanteio. Na cobrança, Leko mandou para a área e, depois de três tentativas para o gol, Rondon finalmente acertou uma cabeçada na bola e empatou a partida no final do jogo.

Os torcedores do Stoke City não acreditavam no que aconteceu ali, mais uma vitória que escapou no final do jogo. Mark Hughs ficou incrédulo no banco. Fim de jogo, Stoke City 1 x 1 West Bromwich. Os Potters seguem sem vencer nessa edição da Premier League e agora assumem a vice-lanterna, graças ao empate com sabor de derrota diante da sua torcida, no Britannia Stadium.

Na próxima rodada no dia (2/10) ,o time terá um desafio muito difícil, já que o Stoke City enfrentará o Manchester United e o lema no vestiário é vencer ou vencer para poder sonhar com dias melhores.

COME ON POTTERS!

Por: Yuri Ramos || Twitter: @yuriramosq

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.