Header Ads

Após três anos de jejum, Milan bate Juventus e assume segunda colocação

Em partida válida pela 9ª rodada da Série A, o Milan recebeu a Juventus, em Milão, diante de 75 mil pessoas no San Siro. Após três anos, com nove jogos e nove derrotas neste período, o Milan voltou a vencer a Juve. Desde 2010, a Juventus não era derrotada no San Siro por Inter e Milan, sinal de força das equipes de Milão.

O jogo começou quente e com a equipe visitante tomando as rédeas. A Juventus pressionava pelos flancos, com os brasileiros Alex Sandro e Daniel Alves, que levavam perigo pressionando os italianos De Sciglio e Abate. O Milan, por sua vez, cedia a bola ao adversário, tentando aproveitar a velocidade de Bonaventura, Suso e Niang no contra-ataque.

A Juventus teve um gol anulado (Foto: EFE/EPA/Daniel Dal Zennaro)
Esse panorama não mudou até o fim do primeiro tempo, quando aconteceu o lance de maior polêmica da partida, aos 36 minutos. Após cobrança de falta de Pjanic, Bonucci não alcançou e a bola morreu dentro do gol rossoneri. Porém, dois minutos depois, Nicola Rizzoli invalidou o gol, marcando impedimento do zagueiro italiano, que interferiu diretamente na jogada, para a loucura dos bianconeri o jogo seguiu 0 a 0 e este foi o placar do intervalo.

O segundo tempo começou do mesmo jeito que o primeiro, com intensidade dos visitantes pelos extremos. Abate foi totalmente queimado por Alex Sandro, que dava show pelas laterais, mas pecava em cruzamentos e no último passe. Diferente da primeira etapa, o Milan tinha uma transição da defesa para o ataque melhor, levando perigo com finalizações de média distância com Bacca e Suso e com jogadas laterais de Niang.

O rubro negro quebrou um longo jejum (Foto: AFP Photo / Marco Bertorello)
Em um contra-ataque pela direita, Suso prendeu a marcação no canto e rolou para Locatelli, que bateu no alto de Buffon, a bola tocou no travessão e morreu na "bochecha" do gol, abrindo o placar para os mandantes. O jovem de 18 anos marcou apenas o seu segundo gol como profissional.

Logo após o gol, o Milan adicionou um meia no lugar de um atacante, desistindo do seu plano de contra-atacar e indo para o estilo de posse de bola. Entretanto, a estratégia não funcionou, a Juventus tomou conta de todo restante do jogo, com chegadas perigosas de Higuain, Cuadrado e Bonucci em uma cabeçada. O ponto alto do fim do jogo foi já aos 96 minutos, quando Khedira bateu de fora da área e Donnarumma voou para fazer uma grande defesa, garantindo a vitória da sua equipe pelo placar mínimo.

Com a vitória, os rossoneri assumem de maneira provisória a vice-liderança do campeonato, apenas dois pontos atrás da líder Juventus. Na próxima rodada, a equipe de Milão visita o Genoa, terça-feira, às 16h45 (horário de Brasília).

Confira como as equipes foram a campo:

Milan (4-3-3): Donnaruma; Abate, Paletta, Romagnoli e De Sciglio; Locatelli (Gomez), Kucka, Bonaventura; Niang (Poli), Suso, Bacca (Lapadula). Técnico: Vincenzo Montella.

Juventus (3-5-2): Buffon; Barzagli, Bonucci e Benatia (Mandzukic); Daniel Alves, Hernanes (Sturaro), Khedira, Pjanic e Alex Sandro; Dybala (Cuadrado) e Higuaín. Técnico: Max Allegri.

POR: @ACM_VINICIUS

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.