Header Ads

Argentina conquista título inédito na Copa do Mundo de Futsal

Foto: EFE/CHRISTIAN ESCOBAR MORA
A hegemonia sul-americana na Copa do Mundo de Futsal da FIFA foi mantida com o título inédito da Argentina. Além do Brasil, pentacampeão do torneio, pela primeira vez na história os argentinos, ao superarem o favoritismo russo, conquistaram a taça, após a vitória por 5 a 4. Sem tradição no esporte, a seleção hermana mostrou grande evolução na competição, um jogo coletivo, eficaz e uma defesa muita competente, principalmente nos confrontos contra as favoritas, que enfrentou até a final.

 As campanhas


Donas de campanhas distintas, a Argentina chegou à final com apenas sete gols tomados e 21 marcados, enquanto a Rússia, em todo campeonato, havia marcado 36 e tomado somente onze gols.


A Rússia contou com o brilhantismo dos brasileiros naturalizados Eder Lima, Gustavo, Robinho e Romulo em sua formação no mundial, além dos capacitados jogadores russos, o que deu consistência para a equipe campeã europeia. Já a Argentina, sem estrelas, fez sua campanha pautada pela garra, como de costume, mas também de um consistente jogo coletivo, apresentando eficiência e impressionante desenvoltura tática nas partidas, afirmada por um forte sistema defensivo.


A grande final


Ambas as seleções jamais haviam conquistado o título. Com isso, começaram a partida precavidas, evitando se expor, tanto que adotaram a mesma postura, elevando a marcação e reduzindo os espaços nas zonas de ataque. O primeiro tempo foi praticamente um jogo de xadrez até os 4 minutos, quando Eder Lima marcou para o time russo.


A Argentina, sempre com muita ousadia e eficácia frente aos favoritos, 26 segundos depois empatou com Alamiro Vaporaki. O time cresceu na partida e os europeus não viram outra solução se não as faltas. Com isso, três minutos após o empate, os argentinos já tinham um tiro livre para cobrar e marcaram com Cuzzolino.


Mas Eder Lima estava afim de jogo e, logo no início do segundo tempo, girou bonito e empatou. Os hermanos não acusaram o golpe e, rapidamente, com Alan Brandi, por duas vezes ampliaram o placar para 4 a 2.


O técnico Sergey Skorovich apostou no jogo com dois pivos, liberou os alas e o time passou a chutar de longa distância, parando sempre no goleiro Sarmiento. Com a equipe tão avançada, a bola sobrou para Constantino Vaporaki, que a menos de dois minutos do fim marcou o quinto dos hermanos.


Os minutos finais forma emocionantes e a Rússia não se entregou; com o auxílio do goleiro linha, fez o terceiro com Liskov a um minuto e cinco segundos do fim. Restando apenas 19 segundos, o artilheiro Eder Lima fez o seu décimo gol na competição e o quarto da equipe, em cobrança de tiro livre, mas pararam por aí, lhes restando apenas observarem a comemoração do título inédito da Argentina.


Além do título, a Argentina teve o capitão Fernando Wilhelm eleito jogador Bola de Ouro e o goleiro Nicolas Sarmiento, com 73 defesas na competição e apenas 15 gols tomados, ganhou o troféu Luva de Ouro.


Irã e Portugal 


Na disputa pelo terceiro lugar do mundial, Irã e Portugal fizeram do confronto, realizado na tarde deste sábado, uma partida emocionte. Destaque para os goleiros Bebé e Samimi, que com grandes atuações seguram o empate por 2 a 2 e levaram a partida para os pênaltis.


Os gols da partida aconteceram todos no segundo tempo e Cardinal marcou os dois do time lusitano. Já o Irã foi as redes com Afshin Kazami, ascendendo o campeão asiático e Mahdi Javid para empatar.


A partida foi muito disputada, teve duas expulsões e três cartões amarelos, só tendo fim com as cobranças de pênaltis. Após as duas defesas de S. Mohammadi e a cobrança na trave de João Matos, restou a Mahdi Javid consagrar o time Iraniano, que após a vitória por 4 a 3 superou a quarta colocação em Hong Kong, em 1992. 


Adriano Batista | @Adriano1Batista 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.