Header Ads

Se for um sonho, não nos acorde

Na noite da última quarta-feira (26), o Grêmio foi até o Mineirão para enfrentar o Cruzeiro no jogo de ida da semifinal da Copa do Brasil. O jogo estava programado para ter início às 21h45 e contava com a presença de 50 mil cruzeirenses, o cenário estava todo desenhado para um massacre celeste - se não fosse contra o maior clube e mais copeiro do Rio Grande do Sul. Era inevitável que os torcedores mineiros acreditassem em uma vitória do time da casa ou em uma boa largada rumo à final da Copa. Afinal, o Cruzeiro divide com o Grêmio o título de "maior vencedor da Copa do Brasil".

(Foto: Lucas Uebel/Divulgação Grêmio) 

Quando o relógio de Péricles Bassols marcou 21h45, a bola rolou para o duelo de tetracampeões. Nos minutos iniciais, tudo levava a crer que o Cruzeiro seria dono do jogo e pressionaria durante os 90 minutos, inclusive, forçou Marcelo Grohe a fazer uma bela defesa logo aos 2'. Depois dessa pressão inicial celeste, o Grêmio começou a tomar conta da partida e foi gostando do jogo, sem vacilar na defesa e sem dar espaço para Ábila, que já mostrou a todos que não brinca em serviço.

O jogo estava morno até os 19' do 1º tempo, que foi quando Luan decidiu pôr fogo no jogo. E convenhamos, isso ele sabe fazer muito bem. Após 1 minuto de posse de bola e 22 toques na bola, o setor de criação do Grêmio fez com que a bola encontrasse Luan e ele não poderia concluir melhor: com maestria e tranquilidade, deu um toque em curva, cobrindo Rafael. A bola ainda tocou na trave e caiu no fundo do gol. Cruzeiro 0x1 Grêmio, resultado que deixaria o Imortal em uma situação muito boa e complicaria a vida do Cruzeiro. Após o gol, o 1º tempo seguiu equilibrado até o fim.

Luan comemorando o gol que abriu o placar
(Foto: Lucas Uebel/Divulgação Grêmio)

Para a etapa complementar, cada time fez uma alteração: Alisson entrou no lugar de Lucas no time da casa e no time visitante, Jaílson entrou no lugar de Maicon, que sentiu dores no tornozelo. O Cruzeiro voltou muito mais ligado que o Grêmio para os últimos 45 minutos de jogo e já começou pressionando, afinal, o resultado era péssimo para a equipe celeste. O Grêmio, que já tinha uma boa vantagem, esperava o desespero do Cruzeiro para ampliar e encaminhar a classificação.

O desespero cruzeirense foi penalizado aos 16', quando Edimar não conseguiu alcançar a bola e Kannemann afastou e armou um contra-ataque rápido com Ramiro na intermediária. O volante tricolor enxergou Douglas passando apenas com 1 marcador, lançou para ele e o camisa 10, que tem intimidade com a bola, concluiu o lance com maestria. Douglas dominou, levou para o pé direito, que não é o melhor pé, e finalizou com categoria para o fundo do gol, surpreendendo o marcador que esperava um chute de canhota e o goleiro Rafael que não conseguiu alcançar a bola.

Douglas comemorando o gol que fechou o placar no Mineirão
(Foto: Lucas Uebel/Divulgação Grêmio)

Com 2 a 0 no placar, fora de casa, o Imortal Tricolor deixou a classificação muito bem encaminhada e administrou o jogo até o final. O Grêmio, que já vinha cansando seus torcedores com as campanhas de "quase", nem de perto pareceu o Grêmio que aplicou 2 a 0 em pleno Mineirão e que vem jogando com vontade de vencer, como tem jogado após a chegada de Renato Gaúcho. Todas as vezes que o Grêmio foi campeão, o elenco nunca era dos sonhos, mas se tornou na reta final da competição. E isso parece se repetir como não acontecia há muito tempo. A chance de acontecer "o que vocês já sabem o que é" está cada vez maior e é bom nem falar para não atrapalhar.

Provavelmente você deve estar lendo e se perguntando: o que esse louco tá falando dessa vez? Esse louco está pedindo aos gremistas que continuem sonhando e acreditando nesse Grêmio, que há um bom tempo não nos dá alegria e esperança como esse tem nos dado, que vá a Arena no jogo da volta e só saia de lá sem voz, que apoie durante os 90 minutos e que não deixe de acreditar no nosso Grêmio copeiro. Eu só sei que se for um sonho, não nos acorde. Nos deixe conquistar o penta primeiro.

LINHA DE FUNDO || @SiteLF
LEO FERNANDES || @L_Fernandes18

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.