Header Ads

Tivemos culpa?

Na ultima terça-feira (4) o Goiás "decretou" a permanência na Série B após a derrota por 2x0 para o Avaí. Em um jogo onde os goianos foram absurdamente prejudicados pela arbitragem, a equipe esmeraldina dominou o jogo nas estatísticas, tendo mais posse de bola e jogando quase todos os 90 minutos no campo de ataque. Mesmo sendo soberano em campo, o Goiás não conseguiu transformar sua superioridade em gols que evitariam a derrota e manteria o time na briga pelo acesso. O que mais me incomoda sobre tal derrota, é que grande parte dela se deve pela arbitragem, e talvez sem essa interferência, o resultado seria diferente.

Não só Vitor(autor do gol) mas outros dois jogadores do Avaí estavam impedidos no lance
foto: globoesporte.com
Nas ultimas crônicas, constantemente elogio a forma como o Goiás vem jogando. Um jogo onde a posse de bola no campo ofensivo é prioridade, e estamos conseguindo impor isso a todos os nossos adversários(Vasco,Ceará,Paraná,Oeste etc) trazendo resultados muitas vezes satisfatórios. Porém na noite de ontem mesmo o Goiás tendo uma atuação digna de elogios, sendo que parte dela com um jogador a menos, não conseguimos concluir as jogadas, o goleiro fez milagre, ou o chute saiu fraco... enfim, desperdiçamos inúmeras chances de empatar a partida. E há um ditado claro sobre isso: "No futebol, ganha quem faz gol, e não quem merece".

Sobre a arbitragem, não há muito o que dizer. Mesmo com a expulsão de Felipe Macedo, provamos ser melhores tecnicamente que o Avaí, e continuamos atacando até o último minuto, resta apenas a decepção pelo fato do empate não ter saído. Fico com as palavras de nosso lateral Juninho, em entrevista para o Globo Esporte:

- "Pelo o que demonstramos, buscamos o jogo o tempo inteiro. Mas, desse jeito que a arbitragem fez, com todo respeito, deve ser o primeiro jogo dele (árbitro). Expulsou um jogador nosso (Felipe Macedo) quando queríamos acelerar o lateral. O treinador deles (Claudinei) meteu a mão na bola[...] Isso não é justificativa pelo resultado, mas acaba com o trabalho do ano inteiro. Esforçamos pra caramba e vem um juiz meter a mão na gente. Eu saio daqui revoltado

Ficamos tristes pela derrota, mas se pararmos para pensar, se não tivéssemos desperdiçado o primeiro turno inteiro, e quase a metade do segundo em técnicos e jogadores fracos, o trabalho do ano inteiro estaria sendo jogado fora? Estamos nessa situação por nossas próprias mãos, a diretoria errou na contratação de Léo Conde e hoje isso é um fator decisivo para estarmos ocupando a 14ª posição da tabela. O Goiás demorou a acordar pra Série B, e quando contratou jogadores bons, e trouxe um técnico que aplica um bom futebol para o nível do campeonato em si, é tarde demais.

Grande parte da nação esmeraldina se encontra desmotivada.

Sim esmeraldino, nós tivemos culpa, não no jogo de ontem mas sim no ano como todo. Mas não se desanimem, o Goiás ainda tem mais dois jogos importantes( contra Bragantino e Vila Nova) para confirmar a boa fase no campeonato. Gilson Kleina está entre os melhores técnicos do competição, e a prova foi nossa atuação ontem na Ressacada, Walter já volta no clássico contra o Vila Nova, e os matemáticos falam em milagre para subir para a Série A. O acesso é quase impossível, mas nada nos impede de lutarmos por ele até o fim, e impor respeito nesse campeonato, como já disse antes em meus textos. Desistir não está em nosso sangue.

Linha de Fundo ll @SiteLF





Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.