Header Ads

Luverdense joga melhor, mas fica no empate contra o Vasco

Se você perguntar para um desavisado sobre o empate entre Vasco e Luverdense no Rio de Janeiro, ele provavelmente vai palpitar de que o time carioca pressionou muito, mas parou em uma noite inspirada de Diogo Silva. A realidade, porém, é outra: se alguém lamenta o empate em São Januário, esse alguém é Júnior Rocha.

Em uma das melhores atuações fora de casa, o Verdão do Norte não deixou nada a desejar para o time carioca. Pelo contrário: a maior parte de jogo teve domínio do Luverdense. A parte emocional pesou muito, especialmente no segundo tempo. Pressionados, os vascaínos erravam muito e mostraram grande desorganização.

O começo de jogo foi excelente. Com ótimas chances para os dois lados, não faltou emoção. Diogo Silva apareceu bem defendendo a meta do Luverdense, Jordi precisou aparecer para evitar o gol dos visitantes. Aos poucos, porém, o Vasco foi se desorganizando. O futebol, contudo, prega peças. E quando parecia que o jogo estava controlado pelo Verdão, Thales abriu o placar para os cariocas. O gol deu tranquilidade e o Vasco terminou melhor o primeiro tempo, ainda que não tenha convertido em gols.

Foto: Globo Esporte.
A diferença no placar não demorou a se igualar no segundo tempo. Logo aos oito minutos, Alfredo aproveitou rebote de escanteio e deixou tudo igual. O jogo ficou ainda melhor para o Luverdense com um Vasco pressionado e desesperado. Não faltaram chances para encaixar os contra-ataques, mas nenhum foi aproveitado.


O resultado em si não foi dos melhores. Oito pontos atrás do G4, o sonho do acesso praticamente se encerrou nesta rodada. Por outro lado, o jogo de hoje mostra muito sobre a ótima campanha que fez o Luverdense nesta série B. Não faltou ousadia para encarar o Vasco de igual para igual e ser até melhor em boa parte do jogo. Um prêmio para a ótima organização do Verdão.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.