Header Ads

Nos acréscimos, São Paulo sai de Minas com a vitória.

Com Maicon brilhando no Independência (mais uma vez), São Paulo vence a última partida, no ano, como visitante 


Com o campeonato praticamente terminado com o único objetivo de ficar na zona de classificação para a sul-americana, São Paulo foi até o Independência enfrentar o Atlético-MG. Os dois times que vinham de situação parecida, já que Marcelo Oliveira (ex-técnico do Galo) e Ricardo Gomes (ex-técnico do São Paulo) foram demitidos nessa última semana, e no jogo desse domingo, os interinos, Diogo Giacomini e Pintado assumiram a equipe. Vindo de uma derrota por 3 a 1 contra o Grêmio na final da Copa do Brasil, Atlético-MG foi à campo com o time reserva, entretanto não foi um jogo fácil para o Tricolor Paulista, porém de virada e com gol de Gilberto, São Paulo venceu por 2 a 1.

Pintado apostou na mesma formação de Ricardo Gomes, com a diferença de que Renan ganhou o lugar do tão criticado pela torcida, Denis. Além dele, Wellington também fez parte do time principal, no lugar de João Schimidt (suspenso pelo terceiro amarelo). Por ironia do destino, Renan que entrou após "não aguentarem mais" as falhas de Denis, também falhou no gol do Atlético e no lance de uma cabeçada de Fred, se lesionou (luxação no dedo) e teve que ser substituído, entrando em seu lugar, Denis.

O início de jogo foi bem equilibrado, Os dois ataques conseguiam envolver bem as defesas e criavam chances perigosas. O primeiro gol foi do Galo, aos 22' após bobeada da zaga são-paulina e de falha de Renan, Hyuri abriu o placar. A resposta tricolor foi rápida, para dizer a verdade, foi no lance seguinte, após falta de Patric, Maicon cobrou, colocado, no ângulo e empatou com golaço (a lá Rogério Ceni).O jogo seguiu com boas chances para a virada tricolor que com Cueva, David Neres, Luiz Araújo e Chavez, quase fizeram. Nos acréscimos da 1ª etapa, Renan Ribeiro machucou o dedo, após defesa de uma bola cabeceada por Fred, e Denis entrou em seu lugar.

Na 2ª etapa, o jogo foi igual, com chances para os dois lados, porém parecia mais que o Galo faria o segundo, já que pressionava mais que o Tricolor. Tentando inverter isso, Pintado tirou David Neres e Chavez para a entrada de Robson e Gilberto, respectivamente. Por mais que parecesse ser loucura, deu certo. Os atacantes que ainda não "mostraram para o que vieram" foram essenciais para a virada. Nos acréscimos, após passe errado de Patric, São Paulo saiu em contra-ataque rápido, Cueva tocou para Robson que passou para Gilberto, esse completou e virou o jogo.

A próxima e última partida do São Paulo no ano, é domingo (04/12), às 17h, no Pacaembu, contra o Santa Cruz. O Tricolor está com 49 pontos, em 11º, garantido na série A 2017 e praticamente garantido na Sul-Americana, contando apenas consigo mesmo no próximo jogo.


FICHA TÉCNICA
Local: Estádio Independência - Belo Horizonte, Minas Gerais
Gols: Hyuri (CAM); Maicon e Gilberto (SAO)
Cartões Amarelos: Patric (CAM); Buffarini, Mena, Wellington, Thiago Mendes, Luiz Araújo e Cueva (SAO)
Arbitragem: Dewson Fernando Freitas da Silva - PA (FIFA), auxiliado por Marcio Gleidson Correia Dias - PA (ASP-FIFA) e Helcio Araujo Neves - PA (FIFA)

ATLÉTICO-MG
Giovanni; Patric, Jesiel, Edcarlos e Leonan; Lucas Cândido, Rafael Carioca e Carlos Eduardo (Marcos Rocha); Clayton, Fred (Thalis) e Hyuri (Capixaba). Técnico: Diogo Giacomini

SÃO PAULO
Renan Ribeiro (Denis); Buffarini, Maicon, Rodrigo Caio e Mena; Wellington, Thiago Mendes, Luiz Araújo, David Neres (Robson) e Cueva; Chavez (Gilberto). Técnico: Pintado

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.