Header Ads

O início de temporada da Juventus

O dia 26 de julho de 2016 está marcado para sempre como uma data em que a Juventus demonstrou sua ambição em nível continental. O clube tirou Gonzalo Higuain, do Napoli, pela bagatela de € 90 milhões (em duas módicas parcelas de € 45 milhões por ano).

Passados pouco mais de três meses da tal contratação, o início da temporada da Juve não empolga. Com 12 jogos disputados do Campeonato Italiano, La Vecchia Signora soma 30 pontos de 36 pontos possíveis, quatro a mais em comparação a segunda colocada Roma e cinco a mais que o terceiro colocado Milan.


Higuaín (a principal contratação da temporada) e Khedira. Foto: ©shutterstock.

Poucos duvidavam da liderança bianconera no calcio. Um time que há pouco mais de 10 anos era rebaixado para a Série B do italiano (il maledetto calciopoli), soube se reerguer e se tornar dominante. Estádio, administração e resultados em campo fizeram com que a Juve seja a única candidata possível ao Scudetto de 2016/17. 
Na Itália há um ditado que diz que "o jogo de futebol é uma partida de 90 minutos entre dois times que no final tem a Juventus como vencedora."

Nesse começo de temporada a Juventus tem um aproveitamento 
muito bom: mais de 80% na Série A. Contudo, o futebol não anda tão vistoso quanto os torcedores imaginavam. Apesar de dominar o campeonato em pontuação, não há uma dominação no futebol praticado dentro do campo. Não sou daqueles que acham que precisamos jogar de forma vistosa. A história da Juventus não é essa. Eu quero ganhar! A Juventus quer ganhar! A grande questão está no fato da Juventus necessitar melhorar para conseguir o primeiro lugar no seu grupo da Champions.

Há que ponderar as lesões. Neste início de temporada, já se lesionaram: Chiellini, Benatia, Rugani, Marchisio, Pjaca, Dybala e com menos de dois minutos de jogo contra o Chievo, Barzagli deslocou o ombro e tem previsão de ficar mais de dois meses fora. Sem contar o tempo afastado de Bonucci, por conta da doença de seu filho.

Pois é, amigos bianconeri. Vamos torcer para que o time esteja bem preparado para toda a temporada e que Allegri consiga preparar o time para a partida contra o Sevilla, no Ramón Sánchez Pizjuán (será tema de texto aqui no Linha de Fundo).

Fino alla fine FORZA JUVE!


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.