Header Ads

Pelo Cruzeiro tudo, do Cruzeiro nada

Fala nação azul, infelizmente aconteceu aquilo que boa parte da torcida já esperava. A Raposa se despede da Copa do Brasil e dá adeus ao sonho de conquistar o quinto titulo pela competição. É frustrante pelo fato que a Copa do Brasil seria nossa única chance de titulo esse ano.

Essa eliminação apenas reflete a falta de planejamento do Cruzeiro 2016, apenas colhemos os frutos daquilo que a diretoria plantou.  Agora mais do que nunca o foco é não cair, pelo menos manter um pouco da dignidade que restou diante de um ano cheio de decepções.

O maior adversário do Cruzeiro foi ele mesmo, que deixou de fazer sua parte no Mineirão e viu a classificação distante, visto que o jogo de volta seria na Arena do Grêmio, não era impossível de reverter o placar, entretanto seria muito difícil, porém novamente nada foi á favor da Raposa. Dois anos para serem apagados da memória do torcedor cruzeirense.

Com toda certeza, a torcida esta com a consciência tranquila, fizemos nossa parte, apoiamos até o ultimo minuto e enquanto ainda restava 1% de esperança, afinal torcedor também ganha jogo, mas o futebol é sempre imprevisível. E como diz aquele ditado: Pelo Cruzeiro tudo, do Cruzeiro nada.

@Cruzeiro
Sobre o jogo, já era de se esperar que os jogadores iriam iniciar a partida com uma postura ofensiva e com um time mais agressivo na marcação, porém o que não esperávamos era tanta surpresa na escalação celeste. Uma delas foi Lucas Romero na lateral e Willian no lugar no Ábila, isso foi motivo o suficiente para questionamento.

Mas tudo bem, tentamos nos conformar com a escalação e por incrível que pareça os primeiros minutos da equipe mineira foram praticamente impecáveis, foi adotada uma postura ofensiva, trocas de passes rápidos e consistentes. E durante só conseguíamos pensar o motivo, razão ou consequência do Cruzeiro não ter jogado dessa maneira no Gigante da Pampulha.

A Raposa tentou e dessa vez, podemos destacar a força de vontade dos jogadores, que realmente se esforçaram, entretanto todas as oportunidades azul e branca foram desperdiçadas, a bola não queria entrar, era jogo de ataque contra defesa.

Que 2017, renove a sorte da Raposa e reviva as forças do Maior de Minas e mantenha e preserve a tradição que tanto lutamos e amamos.

Paula Fernandes / @Paulinha_CEC

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.