Header Ads

Criciúma Esporte Clube 2016 - Um ano mais do mesmo

O ano começou relativamente esperançoso, com um trabalho estendido de Roberto Cavalo e algumas contratações razoáveis. Mas em todos os campeonatos que a equipe disputou faltou alguma coisa para o time deslanchar, a sensação era de inconsistência do time comandado por Cavalo.

Os desmanches

Além da inconsistência dentro do campo, fora dele ouve muitas dificuldades como a saídas de jogadores importantes do clube. O primeiro a sair foi Roger Guedes rumo ao Palmeiras, ele deixou o clube depois do Campeonato Catarinense. Dois jogadores saíram no decorrer da Série B, Elvis e Gustavo saíram de Criciúma e deixaram muitas sequelas que afetaram o resto do ano carvoeiro.


O treinador

O trabalha de Roberto Cavalo frustrava muito os torcedores do tigre catarinense, com substituições ruins, esquema de jogo horrível e jogadores não utilizados. Além desses defeitos, ele foi envolvido em um escândalo para alojar jogador que nunca jogou pelo clube. Sua demissão foi mais que merecida.


Os campeonatos

Em todos os campeonatos que participou não conseguiu nada de significativo, devido aos fatores que expliquei nesse texto, não ter um elenco totalmente fixo pesou muito no ano do Criciúma. Na Primeira Liga e na Copa do Brasil foi eliminado na primeira fase. Enquanto no catarinense e na segunda divisão lutou muito, mas amargurou posições altas, mas não suficientes para o triunfo.

A torcida

A torcida em geral foi ótima, tanto Guerrilha Jovem e Os Tigres apoiaram muito e sempre estiveram presente. Por outro lado à promoção de ingresso em alguns jogos importantes atraíram torcedores "falsos" para o estádio, coisa que não agrada aos torcedores que realmente acompanham o clube.

@gabrielcec__

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.