Header Ads

Tudo voltando ao normal no Britannia Stadium

No último sábado (03), o Stoke City recebeu o Burnley, no Britannia Stadium, em jogo foi válido pela 14ª rodada da Premier League. Os Potters jogavam para manter a boa fase e dar continuidade a sequência positiva. Todos no elenco sabem que o time possui peças invejadas no mercado e a posição em que se encontrava na tabela era um pouco desconfortável para a comissão técnica, os jogadores e torcedores.


Um minuto de silêncio em homenagem a Chapecoense. (Foto:Theguardian

Apesar do retorno de Joe Allen, que cumpriu suspensão na última rodada por conta de acúmulo de cartões amarelos, Mark Hughes decidiu começar com o volante no banco de reservas e alterou a formação. Desta vez, o Stoke City entrou em campo com três zagueiros, sendo que Johnson fez uma função diferente e atuou ao lado de Martins Indi e Muniesa. Outro que esteve no onze inicial foi Diouf, que recebeu mais uma oportunidade atuando pelo lado do campo, enquanto Walters foi mantido na frente e Bony ficou no banco.


DISTRIBUIÇÃO TÁTICA

(Foto:Theguardian)

O jogo começou como o manda o roteiro, o time local pressionou e disputou todas as jogadas nos minutos iniciais, mostrando para todos que realmente o que importava era a vitória. Com o meio de campo bastante entrosado, ficou fácil para os Potters dominar a posse de bola que em todo o primeiro tempo, a porcentagem sempre favorecia ao time do Stoke. Não demorou para que todo o esforço foi recompensado e o placar fosse aberto. Aos 20', Diouf tabelou com Shaqiri, cruzou a bola para área e Walters pegou de primeira, deslocando o goleiro Heaton da jogada.


Muniesa comemorando o seu primeiro gol na temporada. (Foto:SkySports)
O Stoke City não se contentou com o resultado e continuou pressionando o adversário. O Burnley, por sua vez, disparou três chutes ao gol na primeira parte do jogo, mas apenas um levou perigo e Grant realizou uma ótima defesa. Diferentemente dos visitantes, as melhores chances de gols do Stoke City resultaram em gol e, aos 35', Muniesa interceptou a bola no seu campo de defesa, antes de se lançar ao ataque. Na sequência da jogada, Arnautovic fez jogada individual, cruzou rasteiro e o zagueiro, que havia iniciado o lance, concluiu. O jovem marcou o primeiro gol na temporada e garantiu a vantagem antes do intervalo.

No segundo tempo, as equipes voltaram sem alterações na postura e taticamente, enquanto o jogo parecia que foi tomando contornos de treino coletivo, já que o Stoke City seguiu dominando amplamente. Mark Hughes até que realizou uma alteração atípica e demonstrou que estava testando algumas peças. O galês tirou Shaqiri e deu oportunidade para Crouch, atuando ao lado de Walters, ambos pela primeira vez juntos nesta temporada. O arbitro Mark Clattenburg não teve muito trabalho durante essa fase complementar do jogo e acabou e encerrou a partida nos 90' cravados.

Com a vitória, o Stoke City chegou aos 19 pontos na competição, assumindo a 9ª colocação na Premier League. Na próxima rodada, o time de Stoke terá um grande desafio pela frente, contra o vice-líder Arsenal e no Emirates Stadium. O jogo pode ser considerado um divisor de águas e uma amostra para os torcedores para ver pelo o que realmente o Stoke City irá lutar nessa temporada.

COME ON POTTERS!


Por: Yuri Ramos || Twitter: @yuriramosq

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.