Header Ads

A maldição de Anoeta

Messi derrota Barcelona contra Real Sociedad (Foto: AP)
A maldição de Anoeta assombra os culés (Foto: AP)
Na semana de mais um jogo no Anoeta, venho aqui relembrar a todos o porquê não devemos nunca, independente de fase (nossa ou deles), entrar confiantes no estádio localizado no país Basco. O futebol é envolto em mística e poucas coisas atraem mais mística do que os tabus. E, quando falamos de tabus e de Barcelona no mesmo texto, chegamos à Real Sociedad. Um time que ficou um bom tempo sem figurar entre os grandes, mas que mesmo assim, nos mostra que tamanho não é documento sempre que os visitamos.

Para quem não se lembra de ou não conhece nosso retrospecto em terras bascas aqui vai ele: nos últimos 10 jogos, temos um saldo de cinco derrotas, três empates e duas vitórias. As duas vitórias iludem quem lê, mas é preciso se lembrar de que elas foram há 10 anos atrás e desde então muita coisa mudou... Seja no clube culé ou no “mundo exterior”.

Em 2007, Messi se consolidava como realidade, Piqué não integrava o time e Iniesta tinha cabelo; Neymar nem profissional era, Justin Timberlake era a sensação, Akon lançava hit atrás de hit e Black Eyed Peas era o grupo que todo mundo amava. Hoje, temos Drake, Fifth Harmony, Justin Bieber, Messi como um dos melhores da história, Iniesta careca, Piqué comandando a zaga e Neymar como um dos melhores do mundo.

 Antoine Griezmann comemoração Real Sociedad contra o Barcelona (Foto: AFP)
Griezmann e Vela comemoram um dos gols numa das vitórias do Real Sociedad no maldito estádio (Foto: AFP)
E não há o que esse time possa fazer para ganhar naquele estádio. Não tem fase, não tem elenco, não tem trio MSN ou trio histórico na "meiuca" que nos faça bater aquele (maldito) time em seus domínios. E falo maldito, pois não é normal um time dar tanto trabalho para um clube como o Barcelona, a impressão passada é que se a Real Sociedad nem em campo entrar, as traves caem apenas para o Barcelona não fazer o gol da vitória, alongando ainda mais esse tabu.

Estando informados sobre o tabu e sobre a opinião deste que vos escreve, se conseguiremos acabar com ele, precisamos nos alertar sobre a importância do jogo do próximo dia 19, válido pelas quartas de final da Copa do Rei. O time vinha numa curva descendente de rendimento, que nos últimos dois jogos, felizmente, voltou a ascender.

Duas boas partidas do time nos fazem crer numa melhora de rendimento, porém, no começo desta curva ascendente, vamos nos deparar com um dos piores cenários possíveis e a forma como lidaremos com ele. Além de nos dar uma prévia de como será nosso futuro na Copa, nos dirá se a melhora está mesmo ocorrendo, melhora decisiva para títulos e empregos (né, Lucho!?).

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.