Header Ads

Com os jovens, Liverpool não consegue vencer o Plymouth

E a FA Cup começa em Anfield (Foto:Liverpool FC)
Neste domingo (08), O Liverpool fez sua estreia na FA Cup, o torneio de futebol mais antigo do mundo. O técnico dos Reds, Jürgen Klopp, colocou em campo o time mais jovem da história do clube, com uma média de idade de 21 anos. No campo podíamos ver jogadores bem promissores como Ben Woodburn, Ovie Ejaria, Trent Alexander-Arnold e o retorno de Joe Gomez, que se lesionou em 2015.

O adversário desta vez foi o Plymouth Argyle, time que disputa a League Two, quarta divisão inglesa. Para times menores, a FA Cup é a perfeita oportunidade de a zebra pintar e foi o que aconteceu em Anfield, com o Plymouth segurando um empate em 0-0.

Pra quem torce pro Liverpool já deve saber que o time tem uma dificuldade tremenda quando enfrenta times que "estacionam o ônibus", e era de se esperar que o Plymouth abordasse essa estratégia de jogo. Contudo, mesmo se o Plymouth começasse o jogo se defendendo com 11 jogadores atrás da bola, a tendência era de que uma hora os Reds achariam espaço, mas isso não aconteceu.

Incrivelmente, a defesa do Plymouth foi sólida todo o jogo e os jogadores realmente se comprometeram à ideia de jogo proposta pelo técnico Derek Adams. O trabalho defensivo foi muito bom, pois se um dos jogadores do Plymouth perdesse a jogada, já era possível ver um jogador na cobertura, algo que fez com que o Liverpool tivesse uma dificuldade enorme para encontrar espaço.

No começo da partida, o Liverpool colocou muita pressão no Plymouth, criando algumas chances, mas nenhuma com muito perigo. Após os 15 minutos, a partida se transformou em um jogo de apenas um campo, somente com o goleiro no campo de defesa do Liverpool, mas, novamente, o time não achava espaço.

Ojo batalhando pela bola (Foto:Liverpool FC)
Mesmo com o imenso talento de Sheiy Ojo, partindo pra cima dos defensores e tentando encontrar o chute, as chances de gol eram limitadas. O Liverpool conseguiu criar duas chances no primeiro tempo para abrir o placar: Uma com Woodburn, que acabou sendo travado na hora do chute e a outra com o próprio Ojo, mas sua cabeçada saiu para baixo, facilitando para o goleiro do Plymouth, que defendeu com facilidade.

No segundo tempo era de se esperar que conseguíssemos abrir o placar, mas a zaga do Plymouth continuava sólida, especialmente o zagueiro Sonny Bradley, que foi o destaque da partida. Klopp fez mudanças, colocando Sturridge, Lallana e Firmino no jogo.

Sturridge teve boas chances com chutes de fora da área, que passaram muito perto do gol. Lallana e Firmino não transformaram o time do Liverpool e o jogo acabou empatado, o que significa que haverá um replay, que será realizado no estádio do Plymouth no dia 18 de Janeiro.

Tivemos vários exemplos nessa partida de como a FA Cup é uma competição mágica. A torcida do Plymouth não parava de cantar e estavam em peso em Anfield, com mais de 9.000 fãs. Ao apito final, os jogadores comemoram o empate como se fosse uma vitória, pois ter um jogo de volta em sua casa contra um dos maiores times europeus é algo muito grande para um time de quarta divisão, especialmente porque será um jogo transmitido para todo o mundo.

Resultado de imagem para plymouth argyle fans at anfield
Torcida do Plymouth se apresentando em peso (Foto: Plymouth Herald)
As mudanças no time de Klopp são discutíveis, pois o Liverpool enfrenta o Southampton na quarta-feira (11), pelas semifinais da copa da liga Inglesa contra e no domingo temos um dos confrontos da temporada contra o Manchester United, um jogo que certamente queremos ganhar, depois do empate em casa onde o time de Mourinho se defendeu durante os 90 minutos.

Vou me despedindo por aqui, YNWA!

Gabriel Coelho: @gabrielcoelhof_
Linha de fundo: @SiteLF / LFEuropa

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.