Header Ads

De bom, nem os três pontos

O momento que guardava enormes expectativas para toda a nação Motense acabou por reservar desfechos decepcionantes. A estreia, que já poderia ser ruim através do placar, se tornou ainda pior pela atuação.

Dominado do inicio ao fim, o Moto Club mostrou que ainda precisa evoluir coletivamente, sobretudo, de forças individuais no campo ofensivo. Como já nos acostumamos, o técnico Scarpino entrou em campo com uma equipe conservadora, escalando três volantes de bastante poder de marcação. Desta vez, a estratégia falhou ainda mais na ausência de Curuca, o principal responsável pela ligação do setor ao ataque em 2016, quando não, substituído por Kléo.

A ligação direta tomou conta do jogo do Papão, sobrecarregando Toni Galego, que, como meia de origem, se viu na missão de conduzir a bola em quase que todos os ataques e ainda trabalhar na referencia, com as horríveis atuações de Elton e Valdanes. Também como em 2016, a principal arma do Moto foi às bolas paradas, principalmente no jogo aéreo, e foi basicamente desta forma que se deram todas as oportunidades do rubro-negro. 


Créditos Foto: (Divulgação/Moto Club)
Enquanto todas essas dificuldades rondaram o lado maranhense, a equipe do Piauí se postou muito bem, anulando as nossas opções de ataque e saindo sempre com consciência. Com bom toque de bola e bastante velocidade, o adversário acertou a trave três vezes, além de obrigar Ruan a fazer grandes defesas. O lado de brilho rubro-negro da partida ficou pelo gol de Felipe Dias - homenageado antes do jogo -, que completava uma rara marca no futebol maranhense atual, alcançando 50 jogos com a camisa do campeão do Maranhão.

Pelo público, três mil presentes foi satisfatório, visto que é final de mês, quinta à noite e contra adversário menos esperado. Mas, assim como o time melhor, esperamos públicos melhores. Sabemos e somos cientes das dificuldades de se fazer futebol no nosso estado, e vamos seguir apoiando, acreditando na evolução da equipe.

O próximo compromisso será contra o Americano no final de semana, pelo Campeonato Maranhense. Esperamos mais fibra e garra, só que também bom futebol. Torcedor não tem dificuldade para se iludir, então, meu Papão, só um pouquinho de bom futebol, para alimentar a fé da nação que te empurra, pois ontem, infelizmente, de bom, nem os três pontos. Eles que apesar de tudo, pareciam possíveis em boa parte do jogo, viraram um.

Davi Borralho || @d_borralho

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.