Header Ads

Começo de temporada avassalador: Resultados, liderança e era Condé

Nesta quarta-feira (22), o CRB fez seu jogo de número onze na temporada. Os números surpreendem positivamente o torcedor que esperava um plantel cheio de dificuldades. Comparando a temporada passada, os números diminuíram. Menos gols feitos e menos gols sofridos. Isso é preocupante? Não, o treinador Leonardo Condé colocou os ditos "titulares" em oito partidas. Foram três vitórias, quatro empates e uma derrota, sendo cinco gols sofridos e dez marcados.

   (Crédito: Douglas Araújo / Ascom CRB)
Foto: Douglas Araújo
Na última partida contra o Miguelense, vitória por 4 a 1 e confiança do Condé nos reservas. O que mais chama a atenção é que os garotos da base do CRB estão sendo aproveitados pelo novo treinador, Mazola fazia o mesmo. No segundo tempo da partida, além de Rafinha que estava em campo como titular, foram entrando outros três jogadores que em 2015 já começavam a ser aproveitados no elenco profissional, são eles: Jonata, Bruno Nascimento e Emaxwell. Um ou outro recebe fortes críticas, mas isto é bem normal. Cabe a eles corrigir os erros e ouvir a torcida. No banco de reservas havia nove jogadores a disposição de Léo Condé, sendo oito destes da base do clube.

Líder de tudo

É fantástico ver que mesmo com o rodízio entre titulares e reservas no elenco, a indecisão de quem é titular ou não no meio de campo, você ter sua equipe na liderança tanto do Campeonato Regional, tanto como no Estadual. Condé com as peças que tem em mãos faz um trabalho bastante razoável neste começo de temporada. Serão três jogos no Rei Pelé pela Copa do Nordeste, basta o CRB vencer apenas dois que garante sua classificação. Já no Estadual, o Galo tem nove pontos de diferença para a equipe do Coruripe, já que o Murici, 5º colocado do grupo não pode alcançar nem o mesmo número de pontos do Regatas. O Coruripe precisaria vencer e golear em seus três jogos e torcer pro CRB ser goleado em todos. Quase impossível, e assim o Galo vai poupar seus atletas no restante da primeira fase, talvez não no clássico contra o CSA.

O time está bem mesmo?

Durante a pré-temporada, a torcida do clube acompanhou dia após dia a saga do camisa 10. Era se esperar um jogador fantástico, já que os membros da diretoria exageravam na hora de falar sobre as negociações. Foram contratados nove jogadores para o setor de meio de campo e nesta última semana foi anunciado o volante Matheus Queiroz. Destes dez jogadores contratados para a temporada, seis são volantes de origem. Jocinei chegou a atuar nas duas primeiras partidas como meia, na segunda partida foi "o 10" da equipe. A camisa de número 10 passou por cinco jogadores, sendo Sérgio Mota o que mais vezes a utilizou. 

Resultado de imagem para sergio mota crb

O meia "made in Cotia" foi contratado para ser o principal homem de armação no meio de campo. Passando longe da expectativa da torcida, e ainda mais longe das especulações feitas pela diretoria. Sérgio é um grande jogador, titular do time com toda razão. Mas o que falta nele, falta no time. Na ausência de um jogador que defina o ritmo do passe, saiba fazer com que o time vá ao ataque e segure a bola na hora certa, seja o jogador que decide a partida com uma bola, essa posição é preenchida por um jogador que tenha características parecidas, que no caso é o Sérgio Mota. No time do CRB, é de se saber que a defesa será esta até um momento em que os mesmos estragarem tudo, fato que não está ocorrendo nesta temporada.

Em relação ao meio de campo e ataque da equipe, temos uma briga forte e espetacular entre os volantes. Sérgio Mota e Maílson seriam para todos os efeitos os dois jogadores que atuam pelo lado do campo. E assim, o camisa 10 chegaria para fechar o elenco e deixar a equipe voando. E claro, o centroavante da equipe tem uma briga que infelizmente é nivelada por baixo entre Neto Baiano e Elias.

Léo Condé deve embalar de vez?

Um elenco totalmente regular nas mãos. A defesa pouco vazou, há um rodízio entre quem marca os gols, mas seu centroavante não consegue produzir tanto. A culpa às vezes cai de forma desnecessária no treinador, quando não deve ser. A falha individual de alguns atletas seja na defesa ou ataque faz com que o torcedor tenha uma dúvida em relação ao tipo de treinamento que é aplicado ali naquele elenco.

Resultado de imagem para Léo Condé CRB
Foto: Aílton Cruz
O cansaço contribui para que a torcida realmente critique o trabalho que está sendo feito. Houve uma semana em que o elenco teve de "ralar" dobrado para jogar contra o CSA no domingo, Altos na quarta-feira e ABC no sábado. Olhando assim, há dois de folga entre cada partida, mas infelizmente, foi gasta na estrada. A equipe conseguiu a liderança do grupo na Copa do Nordeste, mas acabou sendo eliminada na Copa do Brasil. São somente duas derrotas em onze partidas disputadas. Mas será que Léo Condé vai embalar de vez?

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.