Header Ads

Defesa vacila, de novo, mas São Paulo vence São Bento no Morumbi

Erros na defesa (e no ataque) e gols de Pratto, marcam a vitória do São Paulo.


Depois do jogo "ruim" contra o Mirassol, São Paulo recebeu o São Bento, lanterna do campeonato, com a intenção de tirar a fase ruim da zaga de vez. Entretanto, por pouco o empate por 2 a 2 não se repetiu e o Tricolor venceu por 3 a 2, com gols de Pratto e Cueva.

O jogo não começou exatamente como o técnico Rogério Ceni imaginava. Logo aos 8' São Paulo tomou o gol após cobrança de escanteio, Pitty subiu mais que Rodrigo Caio e cabeceou para a rede. Depois de sair atrás do placar, o Tricolor começou a se arriscar mais na frente, já o São Bento se fechou ainda mais. Mas o Urso conseguiu. E após cruzamento de Luiz Araújo, Pratto de cabeça, empatou o placar. Assim, o primeiro tempo terminou com 76% de posse do Tricolor e quase 300 passes, entretanto foram sete finalizações, sendo apenas duas certas.

Tricolor começou o 2º tempo mais intenso, finalizando mais e acertando mais, prestando mais atenção no jogo, assim podemos dizer. E assim, após cruzamento de Júnior, Pratto, mais uma vez, de cabeça, deixou o São Paulo à frente no placar. Assim, o Tricolor ficou mais tranquilo em campo e continuou com bom posse de bola, todavia no meio dessa comodidade, a zaga falhou e deixou o São Bento empatar. Régis driblou Bruno e pedalou pra cima do Maicon, marcando o segundo do São Bento. O time da casa levou um susto e teve que voltar a se esforçar pra vencer a defesa do adversário. No final do jogo, Pitty puxou Chávez na área e o juiz marcou o pênalti. Cueva foi para bola e converteu, 3 a 2 para o Tricolor Paulista.

Houve muita falha coletiva no jogo. Maicon, Rodrigo Caio e Bruno falharam na defesa, mas os jogadores de meio também falharam na marcação, além de Cueva e Luiz Araújo que erraram muito nas finalizações, das oito finalizações que teve, Cueva mandou para fora cinco delas, uma no travessão. Por conta disso, no fim da partida Cueva desabafou: "É a primeira partida que me sinto mal por perder tantos gols. Tomamos o empate em uma bola que perdi, mas vamos trabalhar. Não é da minha parte errar tanto, nunca tinha passado por isso. A equipe não mereceu ganhar dessa forma, não gosto de ganhar dessa maneira nem errar essas finalizações. Queria tirar o peso (cobrando pênalti). Pude marcar". Nos últimos cinco jogos, o São Paulo tomou o total de 11 gols e fez 15.

O São Paulo é o líder do Grupo B com 10 pontos, atrás vem a Ferroviária com quatro. Na sexta rodada do Campeonato Paulista, o São Paulo encara o Novorizontino, sábado (25/02), às 19h30, no Estádio Jorge Ismael de Biasi (Jorjão) em Novo Horizonte.

FICHA TÉCNICA

Local: Estádio Cícero Pompeu de Toledo, Morumbi - São Paulo
Gols: Lucas Pratto (2) e Cueva (SAO); Pitty e Régis Souza (SBN)
Cartões Amarelos: Buffarini e Cícero (SAO); Pitty, Gabriel Santos e Denner (SBN)
Arbitragem: Vinicius Furlan, auxiliado por Rogério Pablos Zanardo e Daniel Luís Marques

SÃO PAULO
Sidão; Buffarini, Maicon, Rodrigo Caio e Júnior Tavares (Bruno); João Schmidt, Thiago Mendes e Cícero; Luiz Araújo (Chavez), Lucas Pratto e Cueva (Araruna). Técnico: Rogério Ceni

SÃO BENTO
Rodrigo Viana; Leandro Melo (Magrão), Pitty, Gabriel Santos e Denner; Fábio Bahia, Itaqui, Giovanni (Rodrigo Dantas) e Régis Souza; Renan Mota e Guilherme Queiroz (Bebeto). Técnico: Paulo Roberto Santos

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.