Header Ads

Preciso falar sobre Léo Gamalho

Estou sem escrever a muito tempo, devido a muitas perguntas de quem me acompanha, venho aqui explicar que estou sem computador, portanto não sei quando vou poder escrever ou não. Grato pela procura, e pela compreensão de todos, peço desde já desculpas por não escrever sobre as últimas cinco partidas esmeraldinas.

É torcedor... Walter pode até ter voltado ano passado, com todo seu peso e carisma, mas senti a enorme necessidade de falar sobre Léo Gamalho. Muitos colocaram enormes expectativas em cima do retorno do gordinho camisa 18 (sinceramente ainda estou esperando ele retornar de verdade), mas quem vem roubando a cena é ele, o nosso camisa 9, Gamalhovic, Ibra do Cerrado, Samurai Esmeraldino, chame como quiser, ele vem marcando gols e mais gols e nós torcedores só temos a agradecer depois de tanto sofrer com a ausência de um camisa 9.

Léo Gamalho virou sinônimo de gols pela equipe esmeraldina. (Foto: TV GOIÁS)
É só tu parar pra observar o que tivemos após a saída do Tufão:

2014 – Samuel (Samucone) e Bruno Mineiro, Araújo...
2015 - Wesley, Bruno Henrique improvisado, Zé Love...
2016 - Rafhael Lucas, Cléo, Marcão...

De todos citados, o único que ainda tenho um pouco de respeito é o Marcão que chegou a fazer uma partida boa aqui, outra ali.. Em 2016 contratamos Léo, chegou como reserva do Marcão e não fez nada contra o Londrina e Criciúma. Chegou a pegar banco definitivo em Pelotas, mas quando entrou contra o Ceará e marcou um gol no final, começou ali a jornada:

Ceará: Primeiro gol pelo alviverde
Vasco: Empate de cabeça
Bahia: Gol de desconto
Oeste: Caixa de novo
Paraná: 2 de cabeça, titularidade absoluta, oportunista nato
Avaí em branco
Bragantino: 2 gols, vitória e 3 pontos na conta dele

Com essa sequência ele tinha conquistado seu espaço no Goiás, passou apenas cinco jogos dos 12 como titular sem marcar, das quatro vezes que saiu do banco marcou gol  e terminou com a melhor média de gols por jogo no Brasil. Nosso Samurai finalizou 2016 sendo um dos poucos que mantiveram a moral alta com a torcida, seu faro de gol continuou cada vez mais e ele não para. São seis jogos e oito gols marcados em 2017, contando com um elenco melhor pra lhe dar o apoio necessário, Gamalho mostra que não sente dificuldade nenhuma em continuar marcando jogo após jogo:

Aparecidense: Gol da virada
Rio Verde: Dois gols no oportunismo nato
ACG: Definiu o clássico, sofrendo e marcando o pênalti
Anápolis: Empate milagroso, último lance do jogo
Goianésia: Deixou mais um matando o jogo
Itabaiana: Dois gols em 6 minutos (um de cobertura)

Com espaço definitivo no time, Gamalho é artilheiro de todas as competições
que o Goiás disputa esse ano (na copa do Brasil está igualado com outros 4 jogadores)
foto: globoesporte.com
Fiz esse texto com o intuito de desabafo, por três anos sofremos por gols e mais gols perdidos por incompetência, ver Gamalho decidindo por nós até mesmo na ausência de Walter é sensacional. Não vou ser injusto, quero muito que Walter volte ser aquele que conquistou todos os esmeraldinos, mas fico muito feliz de ver que temos um elenco com dois "matadores" natos. Não sabemos como vai ser daqui pra frente, se Gamalho continuará assim durante a Série B ou não, só o tempo vai dizer, mas que podemos confiar nele, está claro que sim.

Números do Gamalho
23 jogos
19 gols
0.82 gols por jogo (Média altíssima)
Em 2017, 14 finalizações e 8 gols, ele precisa de 1.75 chutes no gol pra marcar

Satisfeitos? Qual sua opinião?

Artur Pinheiro ll Facebook
Linha de Fundo ll @SiteLF 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.