Header Ads

Tigrão tropeça e vê rival encostar na liderança

Na última segunda-feira (6), o Vila Nova ficou no empate sem gols com o Goianésia. Enganou-se quem pensou que foi um jogo de dar sono, foi uma partida bem movimentada com boas chances dos dois lados. Pelo lado do colorado, mesmo com dificuldades para furar a barreira adversária, Moisés e Wallyson levaram perigo ao gol de Luan. O Goianésia ameaçava mais, Paulo Renê perdeu a chance de sair com a vitória do Serra Dourada. Com o empate o Tigrão retorna a liderança do Grupo A com sete pontos, um gol a mais que o segundo colocado Goiás também com sete pontos.

O empate pode servir para reparar os erros do time colorado. Ainda falta aquele cabeça de área de referência e um meia armador, Wallyson precisou buscar bola no meio e ir ao ataque. Não rendeu tanto como nos últimos jogos, mas foi dele a melhor oportunidade do Tigre na partida. Moisés ainda ficou devendo, se quiser ser titular vai ter que mostrar potencial. Novamente o destaque da partida foi a dupla de zaga, Wesley Matos e Brunão. O garoto vem fazendo seu papel muito bem, sem nenhum medo é super confiante nas divididas de bolas. Agora o Wesley Matos de início também cumpre bem seu papel, segue 100% é ainda não tomou gol. Pelo visto fez das críticas uma motivação.

Vila Nova e Goianésia empatam em 0x0 no Serra Dourada. Foto: Reprodução / Globo Esporte - GO.
A única reclamação do primeiro tempo foi o pênalti não marcado no atacante Wallyson. A partida mesmo ficou boa na etapa final, o Vila partiu para cima e por pouco não abriu o placar com Hiroshi ao bater escanteio fechado o meia por pouco não marca um golaço. O Goianésia não deixou por isso mesmo é também foi para cima. A resposta do Azulão veio com Michael, que chegou a abrir o placar, mas o árbitro já havia marcado impedimento.

O Tigrão levou perigo com Marcos Serrato e Wallyson. No chute do atacante ele tinha o gol para ele, era cobrir o goleiro e correr para o abraço. Ele jogou para fora perdendo uma boa oportunidade. Maguinho ainda desperdiçou a chance de matar a partida, que acabou resultando em um contra-ataque para os visitantes, Paulo Renê não viu Nonato chegando livre e bateu direto.

Foto: Reprodução / Diário de Goiás. 
Mazola elogiou a postura do time, mas prega cautela e pediu mais um atacante de área para reforçar a posição. O ideal seria um camisa 9 de referência. Atualmente no elenco o treinador conta apenas com Vandinho, segundo Mazola o atacante não seria bem o jogador que ele espera para a posição. Pode ser que o atacante Patrick em fase final de recuperação seja esse homem que o Mazola pede. Isso mesmo o Patrick aquele mesmo atacante contestado de 28 anos com apenas oito gols em toda carreira que veio do Remo. Caso contrário, a diretoria precisa correr atrás desse jogador o quanto antes.

No último mês houve uma negociação com o atacante uruguaio naturalizado na Armênia, Mauro Gevgozián, ele teria ficado bem próximo de um acerto com o Tigre, mas por exigências do empresário acabou não dando certo. Pelas referências do atacante ele se encaixaria perfeitamente no contexto de jogador que o Mazola citou.

Líder do Grupo A, o próximo compromisso do Vila Nova é nesta quinta-feira (9), em jogo válido pela 4ª rodada do Campeonato Goiano, onde visita a equipe da Aparecidense, no Aníbal Batista de Toledo, em Aparecida de Goiânia às 20h30min.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.