Header Ads

Com erro crasso no fim, Flamengo e Vasco ficam no empate

Já se tornou comum, padrão, o que mais couber de adjetivos. O "clássico dos milhões" como é chamado pela imprensa, hoje em dia já não tem tanta graça assim, só sobrou à histórica rivalidade das equipes. Não importa qual seja o campeonato, rodada, público ou estádio, todos (ou quase todos) os últimos jogos entre Flamengo x Vasco terminaram e a única coisa que se fala em debates esportivos é: Erro de arbitragem (seja pra qual lado for).

Se não fossem do mesmo estado, se não houvesse a rivalidade entre as torcidas, a encarnação diária nas ruas, o que sobraria de futebol para falar deste duelo? Ultimamente, os jogos são de nível pífio, alto número de faltas, jogadores pilhados da pior maneira possível. Até onde isso vai chegar?

Arão comemora o gol de empate em Brasília. Fonte: flamengo.com.br
Era para ter sido mais um clássico comum no Campeonato Carioca, no Maracanã, torcidas disputando no grito, jogo limpo e juiz fazendo o que lhe cabe. Porém o falido Campeonato Carioca já não proporciona isso ao torcedor. Em Brasília, Flamengo x Vasco se enfrentavam pela rodada 4 da Taça Rio, o Flamengo já estava classificado para a semifinal do Estadual, porém foi com força máxima para o clássico. Já o Vasco precisava se recuperar da eliminação precoce da Copa do Brasil e o time ainda busca a afirmação com o recém-chegado Milton Mendes, novo técnico da equipe.

O jogo em si foi de extremos, principalmente para o Flamengo. No 1° tempo, o Vasco dominou o time durante os 30 primeiros minutos e essa superioridade se fez valer quando Nenê dividiu com Réver, ganhou a disputa e cruzou para Pikachu abrir o placar na capital federal. Após a luz de o estádio acabar, o Flamengo equilibrou o jogo, porém não conseguiu ser efetivo nas finalizações com Leandro Damião.

Berrío enche o pé e vira para o Fla. Fonte: flamengo.com.br
No 2° tempo, muita coisa mudou. Aos 8 minutos, após receber o 1° amarelo, Luís Fabiano perdeu a cabeça e deu uma peitada no árbitro. Sem hesitar, o juiz aplicou o 2° cartão no atacante e o camisa 9 cruzmaltino foi expulso de campo. Após a expulsão o Flamengo cresceu muito em campo e logo depois de ter um gol anulado, Arão subiu após cobrança de escanteio de Mancuello e testou para o gol, 1 a 1 e o Flamengo era melhor em campo. Pouco tempo depois, Berrío recebeu passe de Arão e com um corte seco e chute forte virou o jogo.

Tudo parecia ir bem, até que nos acréscimos, o juiz Luís Antonio Silva dos Santos aplicou um pênalti no mínimo absurdo para a equipe do Vasco. O árbitro afirmou que a bola havia batido no braço de Renê, porém é possível ver claramente que a bola pega na barriga do camisa 6 rubro-negro. Sem voltar atrás, o camisa 10 cruzmaltino converteu o pênalti e o clássico terminou empatado em 2 a 2, com o juiz roubando a cena mais uma vez.

Não adianta mais chorar pelo que aconteceu no último domingo (26), só fica a esperança pro que vai acontecer com a arbitragem dos campeonatos estaduais e até mesmo do Campeonato Brasileiro, algo precisa ser feito. O Flamengo segue invicto no Carioca 2017 e vai forte rumo ao 34° título estadual.

Vamos, Flamengo!

Por: Matheus Subtil
Twitter: @matheusubtil 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.