Header Ads

Mágoas declaradas de um vascaíno fanático

Hoje a coluna não será direcionada para a repetição de erros que vinham acontecendo no Vasco de Cristóvão, e que culminou na eliminação da Copa do Brasil pelo Vitória. Em mais um desafio de mata-mata contra uma equipe da Série A, o time apresentou o mesmo nível pífio de partidas anteriores e o resultado se tornou quase que esperado. Não havia consistência no trabalho e faltava muito para o que o time apresentava ser chamado de futebol profissional. O jogo acabou sendo uma réplica do primeiro jogo em São Januário: Um time inconstante, inconsistente e pouco efetivo nas chances que teve diante da meta.

Voltando ao dito inicialmente, peço licença ao leitor para informá-lo de que a partir do próximo parágrafo, me desloco da visão crítica e, por muitas vezes, técnica e adentro na torcida vascaína para escrever um verdadeiro desabafo sobre o que está precisando ser dito há muito tempo. Isto não está preso só em minha garganta, mas na garganta de 11 milhões de torcedores que sofrem junto com o desmoronamento de um dos maiores clubes do planeta.

"Não deixe o Vasco morrer". Começo parafraseando a grande sambista Alcione que com esta frase conseguimos descrever o que acontece diariamente na gestão Eurico Miranda. Uma administração feita com muita garganta e pouquíssimas ações realmente efetivas. "Salários nunca estão atrasados dentro do Vasco!", "Comigo no Vasco, o time nunca será rebaixado!", "Se o Vasco for rebaixado, eu me mudo para a Sibéria!", "O Respeito voltou" e a mais célebre das últimas de suas frases "O Vasco vai para as cabeças!". Sobre algumas delas, já foi visto que o próprio teve que se contradizer e, com isso, engolir toda a sua arrogância e, também, ignorância de como se gerir uma equipe de futebol na Era Moderna.

Site: Cruzada Vascaína
"Eu voltei pro Vasco, porque o Vasco precisava de mim", de todas as frases, essa é a mais errada. Não, Doutor Eurico, o Vasco não precisa e não mais quer você nos comandando. Não queremos mais você sentado na poltrona de Presidente, fumando o seu charuto e posando de Todo Poderoso com o auxílio dos seus filhos. Não é mais plausível esconder este nepotismo evidente como "eles são os mais preparados para exercerem tais cargos". Chega até ser ultrajante duvidar do discernimento de qualquer pessoa ao confrontar o que foi feito no clube com as suas afirmações. Não mais queremos essa sua velha forma de gestão. Não mais queremos ser motivo de chacota e perder para times que não têm um terço da grandeza desta Instituição chamada Club de Regatas Vasco da Gama. Não mais rastejar diante da Caixa por valores que não irão ser suficientes para cobrir suas loucuras de final de mandato e deixar as contas mais vermelhas do que já estão. Basta! Um basta precisa ser dado a essa sua incompetência e falta de profissionalismo ao gerir este clube.

Não existe mais um patrocinador, em sã consciência, que deposite fé em investir na marca CRVG. O medo de não haver retorno com o seu staff gerindo essas quantias afastam qualquer possibilidade de reerguimento do Vasco deste fundo de poço que o senhor nos afunda a cada dia mais. É patético termos que chegar a um acordo por 10 milhões de reais por um Patrocínio Master, quando este valor deveria ser dado a outras áreas do uniforme. Esta consequência direta é reflexo de tudo aquilo que este novo futebol enxerga sobre suas arcaicas práticas de gestão.

Doutor Eurico Miranda, pelo bem deste time que o senhor tanto diz amar, desista. Entregue o poder a quem é capacitado e torça pelo melhor acontecer com o clube. Tire seus parasitas de dentro desta instituição que não é seu Império particular e deixe somente as lembranças das equipes do final do século passado residirem quando pensarmos na sua pessoa. Esta é a melhor saída não para mim, que sou um mero torcedor; essa é a única saída que o Vasco tem para poder se intitular Gigante novamente.

Saudações Vascaínas e um grande abraço,

J.P.Alves || @8_joaopedro
Site LF || @SiteLF

Um comentário:

  1. Pior é que o Eurico já colocou o Euriquinho "na fita". Mas há esperança, caso não seja boato, do patrocinador do Palmeiras entrar com tudo no Vasco caso o Eurico se ausente. Mesmo assim é algo que remete médio longo prazo, mas já é um alento. O Vasco é anos luz mais importante que o Eurico ou qualquer administrador que ali chegue, só que ele é muitos Vascaínos não enxergam assim. Uma pena.

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.