Header Ads

No Sábia, Uberlândia jogou para vencer

Uberlândia, MG, 20 - Em tarde agradável, UEC conseguiu se recuperar na competição. Jogando em casa e com dois gols ainda na primeira etapa, o Verdão voltou à briga por semifinal.

Equipes perfiladas, UEC jogou de Verde. Crédito: Reprodução/Twitter Oficial da FMF.

Buscando fazer as pazes com a torcida após dois resultados negativos, o Uberlândia entrou em campo disposto a manter o tabu de não ter perdido para a Caldense, desde que, voltou à elite do estado. Além de uma natural desconfiança devido às últimas apresentações, havia outra dúvida que pairava no gigante do Parque, será que o UEC manteria a escrita de não empatar há mais de dois anos em jogos oficiais.

Pelo menos a expectativa era de que sim, que a escrita se mantivesse, logicamente com mais uma vitória do "verde que te quero verde". No que dependesse da torcida não faltaria apoio, e realmente não faltou, os jogadores trataram de ajudar a levantar o ânimo dos torcedores, demonstrando determinação, foco e espírito de luta, junto a tal atitude, veio também um futebol envolvente, que pouco cedeu espaços ao adversário na etapa inicial.

O Periquitão começou dominando a partida e criando as melhores oportunidades para abrir o placar, quando a Caldense teve a bola, encontrou dificuldades na saída de bola, o articulador da equipe, Éwerton Maradona foi anulado na primeira etapa. O confronto tinha um caráter decisivo, valia a disputa por uma vaga na Série D do Campeonato Brasileiro e uma vaga na semifinal do Campeonato Mineiro. Alguns dirão que as excessivas cobranças durante a semana de trabalho, surtiram efeito, particularmente não compactuo com tal ideia.

O fato é que os jogadores do Uberlândia encararam o confronto com a devida atenção que ele exigia. A força de vontade, voluntariedade e o jogo envolvente, foram recompensados, apesar de o jogo ainda estar relativamente igualado, o gol do UEC saiu logo cedo, com 15 minutos, levantamento dentro da grande área, a defesa da Caldense afastou mal, Rodney pegou o rebote na entrada da área e ainda contou com desvio pra marcar o primeiro do Verde.

Com a abertura do marcador, o Furacão da Mogiana se animou, as chances começaram a se sucederem, cada vez mais perigosas, obrigando o arqueiro da Caldense a se esforçar para evitar o segundo gol, a Caldense seguia sem conseguir sair jogando, tendo dificuldades gritantes na construção das jogadas, apesar de chegar, ainda poucas às vezes com certo grau de periculosidade.

O Uberlândia seguia assustando mais que os visitantes, ora esbarrávamos em boas intervenções de Neguete, ora em nossas próprias finalizações insuficientes. Aos 32 minutos, Rodney ganhou a disputa pela ponta direita e foi em direção à Linha de Fundo, o cruzamento de perna direita foi diretamente de encontro com a cabeça do pequenino Diogo Peixoto, que na segunda trave completou mais um gol de cabeça para a sua conta. Na comemoração ocorreu algo um tanto quanto curioso, Diogo tirou a camisa e na empolgação lançou o fardamento para o alto, detalhe; a mesma foi parar dentro do fosso, um dos jogadores suplentes desceu para buscá-la.

O restante da etapa inicial seguiu com pressão do UEC, mas o placar não se alterou, 2-0. O segundo tempo pode ser definido em uma palavra: Administração, foi o que o Verde fez, jogou com o resultado, já não conseguiu assustar como anteriormente ou não se via obrigado, nem tampouco era abruptamente pressionado, assim o tempo foi passando e o resultado se manteve inalterado, 2-0 UEC, novamente voltamos a ganhar e diante de um concorrente direto. Os pouco mais de 3400 espectadores saíram em êxtase.

Torcida do Verde na Geral atrás da baliza onde saíram os dois gols. Crédito: Lucas Papel.
Com o resultado, chegamos ao 5º posto da competição, entrando de vez e embolando a briga por uma vaga na semifinal, agora a campanha é de 50%, em oito partidas agora são, quatro vitórias e quatro derrotas. O próximo compromisso é parada duríssima, receberemos no Gigante do Parque do Sábia, o Cruzeiro. Torcedor vá ao estádio torcer pelo time da sua cidade, o jogo não será transmitido para o grande público via televisionamento, portanto o Uberlândia precisa de todo o apoio possível na tentativa de igualar as forças com um gigante do futebol brasileiro.

Uberlândia: Thiago Braga, Cesinha, Mauro Viana, Bruno Costa, Rogério, Bruno Moreno, Alê, Rodney, Diogo Peixoto (Saulo), Jeffersom Berger (Marco Goiano) e Shumacher (Caio Dantas). Tec. Paulo Cézar Catanoce.

Próximo Jogo pelo Campeonato Mineiro:
27 de Março - 20h (hora Brasília) - Parque do Sábia.
Uberlândia x Cruzeiro.

Por: @carlosjr92educa
Carlos Alberto de Sousa Júnior - Colunista do Uberlândia

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.