Header Ads

Um time que tem tudo para dar certo

Fala nação azul, até aqui continuamos com o gostinho de invencibilidade e dessa vez, o alvo foi America-MG. Se vocês me perguntarem se o Cruzeiro mereceu essa vitória, irei responder á vocês, que sim, pela proposta de jogo que a Raposa obteve principalmente no primeiro tempo.

Entretanto, algo que vem irritando a torcida cruzeirense, é a modo como a Raposa se transforma por completo depois que marcou o primeiro gol, tudo bem, que nossa equipe está bem organizada, entrosada, mas esse detalhe mínimo é bem irritante.

Após o gol, o Cruzeiro se preocupa em apenas administrar o duelo, se surgir uma oportunidade está ótimo, mas caso contrario a opção é recuar (alguém avisa que jogar recuado não funciona com o Cruzeiro, obrigada).

@versoscruzeiro
Bom, isso pode acontecer por alguns motivos: Não querer se desgastar, para ter um bom rendimento físico nos próximos confrontos (sem esquecer que o time celeste tem um calendário apertado esse ano); e é bem nítido que o Cruzeiro está jogando o Mineiro com objetivo de uma classificação e não vê tanta necessidade de fazer um futebol de primeira linha, mas olha, se a Raposa se esforçasse poderia fazer.

Uma das características da torcida do Cruzeiro é sempre ser exigente, a verdade que nunca está bom, vejo isso como uma qualidade, não se contentar com o “pouco” que os jogadores oferecerem, principalmente esse ano que no fundo estamos com esperança de conquistar algo.

Sobre o jogo, como estava dizendo foi um confronto marcado por uma primeira etapa com um volume alto pelo lado cruzeirense, a Raposa conseguiu criar varias oportunidades para balançar as redes. O primeiro gol azul e branco foi em uma cobrança de pênalti, aos 15’, mais um gol do “tio Sóbis”.

Apenas uma palavra resume como foi o segundo tempo, apático, se antes o Cruzeiro tinha um grande volume de jogo, na segunda etapa quem resolveu jogar foi o América, que criou ótimas jogadas, agora é o momento que levantamos as mãos para o céu e agradecemos por ter um baita goleiro como o Rafael.

Como o Maior de Minas, resolveu não se desgastar muito o placar do jogo foi “magrinho”, 1x0 e mais três pontos somados, já visando a nossa classificação.

Paula Fernandes / @Paulinha_CEC

2 comentários:

Tecnologia do Blogger.