Header Ads

West Bromwich 3-1 Arsenal: Nova derrota, velhas críticas

Protestos, falhas, derrotas e incertezas. Por pior que seja admitir isso, essa tem sido a melancólica rotina vivida pelo Arsenal nas últimas semanas. Esse infeliz roteiro novamente nos acompanhou na partida contra o West Bromwich, onde saímos com mais uma derrota, nosso quarto revés nos últimos seis jogos. E é dessa forma que, a cada jogo, a crise que passamos se torna cada vez maior e mais aparente.
Um dos gols marcados por Dawson. (Foto: Twitter West Bromwich).
O jogo por si só, foi dominado pelo Arsenal do início ao fim; terminamos a partida com incríveis 77% de posse de bola, mas mesmo fazendo o adversário ter que correr atrás da bola quase que o jogo todo, conseguimos finalizar menos vezes (12x11, sendo que dos onze, somente dois foram à gol). Com o pouco tempo que teve com a bola, a equipe de Tony Pullis soube aproveitar muito bem suas oportunidades para vencer o jogo.

Uma das marcas mais características dos donos da casa é o forte jogo aéreo da equipe; e foi justamente dessa forma que sofremos dois gols muito parecidos: escanteio na área, falha de marcação de Ramsey e gol do zagueiro Dawson. O outro gol do West Brom foi marcado por Robson-Kanu, após uma falha bizarra do goleiro Ospina (entrou no lugar de Cech, contundido), já nosso gol foi marcado por Sanchéz - sempre ele -, onde após linda assistência de Xhaka, driblou o goleiro para, no momento, empatar o jogo; mas paramos por aí mesmo, o baque que o time sofreu após tomar o segundo gol foi impressionante, mesmo tendo a bola, não criamos quase nada.

Como já dito, o jogo foi novamente marcado por críticas à Wenger. Antes mesmo de o jogo começar, um avião carregando a frase "No contract #WengerOut" sobrevoou o estádio. Curiosamente, quando o jogo já estava rolando, outro avião sobrevoou o estádio, dessa vez com a mensagem "In Arsene we trust "RespectAW". Após o término do jogo, Wenger declarou que já sabe qual será seu futuro no clube, mas que só revelará em breve. Na imprensa inglesa, foi noticiado que o técnico francês continuará no cargo, mas ainda é cedo demais para confirmar a veracidade dessa informação. Minha visão é que simplesmente não há mais clima nenhum para Wenger permanecer no clube, é hora de ter humildade e reconhecer que sua era acabou, e se sua decisão realmente for deixar o clube, o ideal seria anunciar o quanto antes, ajudaria a melhorar o astral dentro e fora de campo, poderia servir para dar um gás no plantel nessa reta final de temporada, além de transformar as críticas em homenagens à Wenger e todos os seus feitos no clube.

E como se não bastassem as críticas, os números também não falam mais a nosso favor. Lembra-se de quando disse que vencemos apenas dois dos últimos seis jogos? Pois bem, ambos foram contra times da 5ª divisão. Foi também a primeira vez nessa Premier League que o West Brom venceu um dos sete primeiros colocados. E para finalizar, ainda fomos ultrapassados pelo Manchester United, e hoje ocupamos somente a sexta posição, empatados em pontos com o Everton, atual sétimo colocado.

Voltaremos a jogar daqui duas semanas, em jogo em casa contra o Manchester City. É certo que muitas coisas ocorreram nesse meio tempo e espero que uma delas seja a equipe voltar a ter confiança em seu potencial, para que possamos terminar com um mínimo de dignidade essa temporada tenebrosa.

Por: Matheus Moraes // Twitter: @mathmoraees

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.