Header Ads

Ao empatar com a Aparecidense, Tigrão volta a disputar a final do Campeonato Goiano após 12 anos

Todo time necessita de títulos, no Vila Nova não seria diferente. Ainda não veio, mas aquele velho jejum de doze e longos anos sem disputar a final do Campeonato Goiano chegou ao fim. Na noite da última segunda-feira (24), o Tigrão foi a campo diante da melhor equipe da fase de grupos, a Aparecidense e empatou em 2x2.

Com a vantagem para si, o Tigre precisou apenas desse mero empate para ir a final. O Camelão não conseguiu segurar a pressão do time colorado. Zé Teodoro até que tentou derrubar o esquema de Mazola Jr. Mas, dessa vez quem se deu bem foi mesmo o treinador colorado.

O Tigrão liderou boa parte do Goianão 2017, os números do Vila durante toda a fase de grupos foi melhor média da equipe dos últimos 12 anos. A equipe que caiu de rendimento nas últimas rodadas da fase de grupos, voltou a mostrar futebol nos dois últimos jogos das semifinais. Mazola surpreendeu indo a campo com o esquema de três atacantes.

(Foto: Douglas Monteiro / Vila Nova FC).
Um Vila Nova totalmente diferente viu sua vaga ser ameaçada após sair atrás no marcador. Washington que marcou no primeiro jogo, voltou a marcar de falta para o Camaleão. Mas isso não abalou a equipe que foi em busca do empate. Geovane aos 30' após Moisés lutar no chão pela bola, o volante aproveitou a falha de marcação e chutou de fora da área, empatando a partida em 1x1.

Aos 44' o zagueiro colorado desviou mandando a bola no travessão e por pouco não marcou gol contra. A bola continuou com a equipe da casa, que após o goleiro Elisson rebater a bola sobrou para Hélder que não desperdiçou, marcando o segundo gol do Camaleão na partida, 2x1 Aparecidense.

De volta para o segundo tempo, o ritmo de jogo foi igual o do primeiro tempo. Aos 12' o Tigrão foi salvo pelo Maguinho, que após uma bola lançada na área, o zagueiro Mirita aproveitou e finalizou com força, é o lateral colorado evitou o gol em cima da linha.

E aos 16' da etapa final, Matheus Anderson recebeu pela esquerda fez uma bela jogada e cruzou para área. Moisés que vinha chegando empatou a partida, 2x2 Tigrão em vantagem.

Com a vaga em mãos, Mazola Jr recuou a equipe já que a vantagem era do seu time. Mesmo jogando recuado, o Vila teve as melhores oportunidades do segundo tempo.

Mas aos 37' após uma cobrança de falta, o árbitro da partida sinalizou que o zagueiro Alemão teria colocado a mão na bola dentro da área e marcou pênalti para os donos da casa. Murilo bateu para a boa defesa do goleiro Elisson. Após o pênalti perdido, o Camaleão sentiu o empate e não conseguiu impedir a classificação do Vila Nova.

(Foto: Douglas Monteiro / Vila Nova FC).
O primeiro jogo das duas finais acontece no próximo domingo (30), no Estádio Serra Dourada ás 16 horas. No jogo de ida o mando de campo será do Vila Nova, com a entrada do torcedor pelo lado Norte. O jogo de volta deve acontecer no dia 7, com mando de campo esmeraldino. Com o empate, é com a eliminação do rival Atlético no sábado, o Tigrão está garantido na Copa do Brasil de 2018. As outras duas vagas ficaram para Goiás também finalista e Aparecidense tendo a terceira melhor campanha do estadual.

Opinião

Após 12 anos, o TIGRÃO está de volta a final do Campeonato Goiano e vai enfrentar o mesmo adversário daquele 17 de abril de 2005, o rival Goiás. Foram longos e duros anos e durante esses anos o Tigrão amargou vários rebaixamentos. Em 2014, quando viveu seu pior ano da história o Vila seria rebaixado para divisão de acesso no mesmo Estádio Aníbal Batista de Toledo, rebaixado pela a Aparecidense por um placar humilhante o Tigre deu a volta por cima em 2015 sendo campeão dos dois campeonatos que disputou, divisão de acesso e Série C. E ontem o Vila se livrou de vez daquela angústia, onde se garantiu na disputar da grande final do Goianão 2017.

Desde o início o Vila mostrou para o que veio, tendo em vista a melhor campanha da história do clube no estadual. Entre erros e acertos Mazola parece que finalmente encontrou um rumo. O verdadeiro teste dele é de toda sua equipe será nesses dois jogos finais. Vem ai o Brasileirão e se caso o título vier, pode dar certa tranquilidade para a sequência do ano. Mas, resta saber se teremos mesmo um elenco à altura para essa sequência.

Quando se trata de finais diretas entre Vila Nova e Goiás, o torcedor do Tigrão pode ficar tranquilo. Nos últimos anos quando a final foi disputada pelos rivais, o Vila teve uma pequena vantagem. Em 1993, 2001 e por último 2005 o Tigre se consagrou campeão. Já em 2000, o Vila em forma de protesto contra a arbitragem do primeiro jogo, não foi a campo na partida de volta sendo assim rebaixado para a divisão de acesso daquele ano. Goiás se consagrou campeão, porém não se pode considerar a equipe esmeraldina campeã do estadual daquele ano.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.