Header Ads

Em jogo eletrizante, Miami vence os atuais campeões e deixa o sonho de playoffs vivo

Time se abraça após o jogo, com o discurso emocionante do capitão Udonis Haslem (Foto: Fox Sports/ Reprodução)
Com apenas dois jogos restantes na temporada regular, o Miami Heat enfrentou um Cleveland Cavaliers desfalcado, sem dois dos três principais jogadores, incluindo o candidato a MVP, LeBron James, precisando vencer, em casa, para se manter com chances de classificação para os playoffs. O jogo também era importante para o time de Ohio, já que o time estava empatado com o Boston Celtics pela primeira colocação da conferência Leste.

O primeiro quarto começou disputado, os times trocavam lideranças, até que os Cavaliers, liderados pelo veterano Deron Williams, que substituiu o armador Kyrie Irving na partida, conseguiram uma ótima sequência ofensiva e saíram liderando por 37-24. Foi nesse momento que Tyler Johnson e Hassan Whiteside começaram a pontuar e conseguiram empatar o jogo para o Heat, mas Kyle Korver fez quatro pontos seguidos e botou os Cavs quatro pontos à frente indo para o intervalo, com o placar em 60 a 56.

No terceiro quarto, James Johnson rapidamente cometeu sua quarta falta, deixando ele com problemas nesse aspecto e forçando o técnico Erik Spoelstra a retirar ele, o que fez Cleveland desgarrar do placar novamente, com Iman Shumpert, Channing Frye e Deron jogando bem. O jogo estava começando a ficar difícil para o time da Flórida, que foi para o último período perdendo por 91-80. Porém, antes de acabar o quarto, Wayne Ellington pegou a bola faltando dois segundos, deu um drible e arremessou do meio da quadra para bater o cronômetro, mas a jogada foi revista pelos juízes e foi julgada como não válida e o Heat ficou com 11 pontos de desvantagem.

O último período viu a genialidade de Spoelstra em relação às rotações. O treinador colocou em quadra James Johnson, Goran Dragic, Josh Richardson, Okaro White e Ellington. Com raça, White conseguiu forçar faltas importantes em Kevin Love, uma das estrelas do time visitante. O Heat, que entrou no quarto perdendo por 11, rapidamente tomou a liderança, com bolas de três pontos de Wayne, James atacando a cesta e um Richardson jogando com vontade na defesa. A jogada que marcou essa "run" do time foi quando Deron tentou um passe para Love, que foi desviado por Josh e permitiu que o mesmo saísse no contra-ataque para uma enterrada sensacional.

O jogo estava próximo do final, com o Heat liderando por sete, mas os Cavs se recusaram a se render. Korver acertou uma bola de três, mesmo bem marcado, Williams converteu bolas dificílimas e Love colocou Cleveland a frente por 108-106 faltando menos de um minuto. Foi então que Dragic pegou a bola faltando poucos segundos para acabar a posse e arremessou direto para a cesta empatando o jogo. Os três outros ataques foram desastres para as equipes. Os Cavaliers foram para a primeira tentativa, mas sem sucesso. Logo após, James Johnson foi para cima de Kyle Korver, mas acabou cometendo a falta de ataque, sua quinta total.

Josh Richardson comemora após enterrada (Foto: Patrick Farrell/ Miami Herald)
O jogo seria decidido por uma posse crucial: Cleveland tinha a chance de ganhar, ou Miami forçaria o Overtime. Deron Williams pegou a bola, fez um "pick-and-roll" com Kevin Love, tentou o passe, que foi desviado por Whiteside e sobrou para Johnson, que tentou puxar um contra-ataque que não resultou em nada. Prorrogação em Miami e mais cinco minutos para definir o futuro da franquia da Flórida.

O time da casa começou arrasador no período extra, abrindo seis pontos de vantagem. Mas logo em seguida, Korver acertou uma bola de longa distância. Tyler respondeu com uma bandeja. Na jogada seguinte, Love recebeu no canto esquerdo, arremessou de três e ainda recebeu a falta, convertendo uma jogada para quatro pontos. Com um ponto de diferença, J-Rich subiu para uma arremesso dificílimo e acertou, aumentando a diferença para três.

Foi então que Deron Williams matou uma bola de longe e recebeu a falta de James, sua sexta da partida, ejetando o ala-pivô do Heat, o que nos proporcionou uma das cenas mais marcantes da noite: A câmera flagrou Johnson chorando no banco de reservas por não poder ajudar seus companheiros dentro de quadra. Mas a equipe não abaixou a cabeça e, com Tyler acertando quatro lances-livres seguidos, em uma delas forçando a sexta falta de Kevin Love, e uma defesa sensacional nas últimas duas posses, conseguiu bater o Cleveland Cavaliers por 124-121 e uma vitória importantíssima para manter o time vivo na briga pelas últimas vagas da pós-temporada da conferência Leste.

James Johnson se preocupa após cometer a sua sexta falta, ejetando ele da partida (Foto: Patrick Farrell/ Miami Herrald)
No final, Udonis Haslem, capitão do time, reuniu todos na quadra e deu um discurso para os jogadores, que comemoravam e se emocionaram com a vitória e a luta da equipe nos jogos finais.

Tyler Johnson- 24 pontos, 5 rebotes, 4 assistências
Hassan Whiteside- 23 pontos, 18 rebotes, 2 tocos
Josh Richardson- 19 pontos, 6 rebotes, 4 assistências, 5 roubos
James Johnson- 16 pontos, 9 assistências (ejetado por faltas)
Goran Dragic- 15 pontos, 5 rebotes, 4 assistências

O time da Flórida volta a jogar na quarta-feira (12) contra o Washington Wizards, em casa, na American Airlines Arena, com a única opção de vencer e precisando de um tropeço do Chicago Bulls e/ou Indiana Pacers para garantir vaga nas fases finais.

LETS GO HEAT

Gabriel Barros

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.