Header Ads

Nildo, pegue os R$ 100

Volante entrou no segundo tempo e anotou o gol da vitória aos 47 minutos. Foto: Caíque Toledo/EC Taubaté
O clima em Penápolis era de que o time da casa venceria fácil. A imprensa local antes do confronto diante do Burro da Central cantava vitória. O prêmio de R$100,00 para quem anotasse o gol do triunfo era anunciado a todo tempo na rádio local, sem contar a forma irônica que o Taubaté era tratado, sendo chamado por Santo André e Batatais diversas vezes durante o jogo pelo comentarista local.

O “desacreditado” Taubaté, neste ponto até por muitos torcedores do próprio Alviazul, entrou em campo sob o comando do novo treinador, Paulinho McLaren, que havia comandado apenas dois treinamentos antes da partida.

Quando a bola começou a rolar, as coisas pareciam que não iam ser tão fáceis como se cantava aos quatro ventos. O primeiro tempo, sem emoções, ficou no 0x0. Na segunda etapa, os times saíram mais para o jogo. Aos 9 minutos, a “Lei do Ex” finalmente funcionou a favor do Taubaté, com Caíque, que em 2016 vestiu a camisa do time de Penápolis, abrindo o placar para o Burro.

Em desvantagem, a Penapolense partiu para o ataque e no abafa chegou ao empate com Marcus Vinicius cobrando falta em falha do goleiro Célio, que apesar do erro ainda possui crédito com a torcida.

Nos acréscimos, quando o placar final parecia ficar no empate, o Burro chegou à vitória. E o futebol, com todo seu charme, pregou mais uma daquelas peças. O volante Nildo, o menos cotado a marcar, que na partida diante do Guarani errou grotescamente no lance que originou o gol adversário, balançou as redes.

Ótimo Nildo, está perdoado. E para provar que não temos rancor, pegue os R$100,00 pelo gol da vitória com o pessoal de Penápolis e tome aquela gelada para celebrar nossa vitória.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.