Header Ads

Senhoras e senhores, chegamos

Fala nação azul, estão sentindo esse cheiro?  Olha, é algo bem familiar, irei me especificar, um aroma de classificação. Que sensação maravilhosa, o que torna tudo isso ainda mais emocionante, é o fato de não irmos para a final do Campeonato Mineiro por dois anos consecutivos e saber que esse ano foi incluso um novo pensamento e comportamento melhor que nas temporadas anteriores, é um alivio.

Um gol em cada tempo e todos marcados pelo Mestre Arrascaeta é isso mesmo produção? Sim, a Raposa soube se administrar e fazendo uma adaptação adequada ao decorrer da partida, até porque era o Coelho que estava no prejuízo, então o objetivo do Cruzeiro era aproveitar as poucas oportunidades que seriam criadas no jogo para definir o resultado, ou melhor, garantir nossa classificação.

Um confronto de ataque contra defesa ou se preferirem um duelo de cautela e paciência principalmente para o torcedor, quer dizer, não sei vocês, mas particularmente eu ainda estou tentando me adaptar ao estilo Mano Menezes de ser, creio que assim como eu, a torcida azul e branca está habituado com um estilo de jogo mais ofensivo. Entretanto estamos aprendendo com muita dificuldade a forma fria e calculista do técnico Mano Menezes, que por sinal vem dando certo e com isso conseguimos observar vários pontos positivos na atual equipe cruzeirense.

Foto: Washington Alves/Cruzeiro
Uma defesa consistente, um ataque equilibrado, destaques individuais e para resumir estamos construindo um grupo competitivo e unido. Por falar em destaques individuais, me desculpem o transtorno, mas irei precisar um pouco do tempo de vocês para falar sobre Hudson, Rafael e Arrascaeta.

 Hudson mais uma vez foi o “homão” do confronto, dono dos desarmes, roubadas de bola e ainda com direito á uma assistência ao segundo gol do Mestre Arrascaeta e para aproveitar que estamos falando no Uruguaio gostaria de comunicar á vocês que ele tornou o quarto maior gringo artilheiro na historia do Maior de Minas, com trinta gols. Fiz questão de deixar o melhor para o final, uma salva de palmas para o Rafael, obrigada. Galera, a definição de “goleirão” foi atualizada e o mito Rafael está nela e posso afirmar isso sem duvida alguma, que ele tem uma enorme parcela de responsabilidade por estamos classificados hoje, ele foi responsável por “defesasas”.

Cruzeiro e Atlético-MG nas finais, que a sorte esteja ao nosso favor, assim como o atual retrospecto da Raposa, toda sorte do mundo á você Cruzeiro.

Paula Fernandes/@Paulinha_CEC

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.