Header Ads

Ceará 2 x 0 Ferroviário: O Estado é Alvinegro

Ceará bate novamente o Ferroviário e conquista o 44º titulo estadual. Em um jogo sem sustos, o alvinegro perdeu inúmeras chances de gol, mas conseguiu o resultado que precisava.

Seria uma tremenda injustiça esse titulo não ir para Porangabussu, mesmo em muitas partidas não convencendo o seu torcedor o Ceará mostrou que possuía o melhor elenco do campeonato. Ontem, o time tão criticado pela ineficiência ofensiva merecia ter goleado, mas como tudo para o alvinegro é difícil o 2 x 0 foi o bastante para o maior time de o estado alcançar mais uma glória.

Foto oficial CAMPEÃO CEARENSE 2017. FOTO: C. Alekson
O jogo

Os primeiros 20 minutos foram de pressão, o Ceará não deixava o adversário ter a bola e colecionou oportunidades desperdiçadas. A primeira com Tiago Cametá que chutou forte, mas viu a bola tirar tinta da trave. Em outra partida apagada de Magno Alves quem roubou a cena no ataque foi Lelê, ele era a válvula de escape do ataque (mesmo ele enfeitando demais nas jogadas). A impressão que tive foi que uma hora o gol iria sair e saiu, aos 40 minutos Magno Alves chutou e a bola caprichosamente bateu na trave, no rebote Wallace Pernambucano conferiu.

Wallace comemora mais um gol na decisão. FOTO: C. Aleckson
Para segunda etapa o Ferroviário tinha que atacar (coisa que pouco fez no 1º tempo) e até chegou a criar uma chance, aos 5 minutos com o atacante Vitinho. O Ceará tinha o contra ataque a sua disposição, mas sempre pecava na ultima bola. As principais oportunidades do alvinegro aconteceram aos 25 minutos quando Magno Alves parou no goleiro Mauro e aos 34 minutos com Pedro Ken. O segundo gol da partida ocorreu aos 39 minutos, quando o volante Raul chutou rasteiro e deram números finais a partida e ao campeonato.

Opiniões...

RAUL foi o destaque do estadual, garoto soube aproveitar a chance que teve e calou a boca de muitos que diziam que os jogadores da base não dão certo no Ceará. Os ''deuses'' do futebol reservaram o seu primeiro gol como profissional para uma decisão de campeonato, alguns consideraram o gol do titulo, pra mim foi a cereja do bolo.

Garoto Raul foi o destaque do alvinegro. FOTO: JL Rosa/ Diario
MAGNO ALVES não jogou bem as duas partidas da decisão, o cansaço pode ter batido afinal estamos falando de um atleta de 41 anos de idade, mas sua liderança dentro de campo e seus gols (7º na competição) foram essenciais na vitoriosa campanha alvinegra.

UNIÃO é necessário para um time vencer, o que o torcedor viu nesse campeonato foi um time unido, sem vaidades e com muita motivação. A prova disso aconteceu ontem no gol do Raul, os atletas que estavam aquecendo correram para abraça-lo.

GIVANILDO é uma enciclopédia viva do futebol brasileiro, sem sombra de duvidas é um dos treinadores mais vitoriosos do país. Ele com esse seu jeito carrancudo (o cara não abre um sorriso nem quando ganha um titulo) soube ajustar o time alvinegro e ganhar mais um troféu para a sua imensa galeria de conquistas, agora é torcer que o rei do acesso tenha êxito na Série B.

Givanildo Oliveira, o homem que ''cheira a titulo''. FOTO: Tiago Gadelha/Diario
WALLACE PERNAMBUCANO, com ou sem sarrada no ar o jogador mais uma vez mostrou que pode ser útil para Givanildo, nos dois jogos decisivos marcou dois gols. Ontem ele não jogou bem, mas soube fazer o que ninguém tinha feito até então, colocar a bola para as redes.

DEFESA é o melhor ataque sim, a retaguarda alvinegra passou ao torcedor durante toda a competição muita segurança (Exceto quando o Sandro jogava). Arrisco a dizer que desde 2009/2010 não sentia tanta firmeza em uma dupla de zaga como eu e a torcida estamos tendo com Rafael Pereira e Luis Otávio, o ultimo brinca de dar bote, não erra um.

ROBINSON DE CASTRO, ninguém mais do que o presidente necessitava desse titulo, era preciso aliviar o fardo dos insucessos de sua gestão. Agora ele pode respirar mais aliviado, ter a tranquilidade necessária para iniciar o maior desafio do ano, conquistar o acesso para a primeira divisão.

Presidente Robinson e sua 1º conquista. FOTO: Reprodução/Twitter Robinson
FERROVIÁRIO caiu de pé, para quem entrou no campeonato por conta de desistência de outro time, montou um elenco em 15 dias e tinha como objetivo não voltar para a Série B do cearense foi mais que vencedor. O Tubarão permaneceu na elite, foi vice-campeão e conseguiu vaga na Copa do Nordeste e Copa do Brasil, ontem as duas torcidas aplaudiram o time que mesmo com todas as dificuldades soube se sobressair durante o campeonato.

NO MAIS, o Ceará mostrou mais uma vez que o estado é dele, sendo o MAIOR CAMPEÃO DO ESTADO. Contra fatos não há argumentos.

CAMPANHA ALVINEGRA: 44º TITULO ESTADUAL

1º FASE

Ceará 2 x 0 Maranguape - Domingão
Fortaleza 1 x 0 Ceará - Arena Castelão
Ceará 2 x 1 Guarany (S) - Arena Castelão
Tiradentes 0 x 1 Ceará - Arena Castelão
Ceará 1 x 0 Ferroviário - Arena Castelão
Ceará 2 x 0 Horizonte - Arena Castelão
Itapipoca 1 x 1 Ceará - Perilo Teixeira
Guarani (J) 0 X 1 Ceará - Romeirão
Uniclinic 2 x 2 Ceará - Arena Castelão

QUARTAS DE FINAIS

Uniclinic 1 x 3 Ceará - Arena Castelão
Ceará 4 x 1 Uniclinic - Arena Castelão

SEMIFINAIS

Guarani (J) 0 X 0 Ceará - Romeirão
Ceará 2 x 0 Guarani (J) - Arena Castelão
Ceará 1 x 0 Guarani (J) - Arena Castelão

FINAIS

Ferroviário 0 x 1 Ceará - Arena Castelão
Ceará 2 x 0 Ferroviário - Arena Castelão

ARTILHARIA

Magno Alves - 7 Gols;
Alex Amado - 2 Gols;
Luiz Otávio - 2 Gols;
Lelê - 2 Gols

NO GERAL

JOGOS: 16
VITÓRIAS: 12
EMPATES: 3
DERROTAS: 1
GOLS PRÓ: 25
GOLS CONTRA: 7
SALDO: 18
APROV %: 81,25%

Ceará ganha seu 44º titulo estadual. FOTO: JL ROSA/Diario
Próximo jogo

O Ceará voltará a campo apenas no dia 12/05 as 19h15min contra o CRB/AL no estádio Rei Pelé, a partida acontecerá pela 1ª rodada do Brasileirão.

FICHA TÉCNICA

CEARÁ 2 X 0 FERROVIÁRIO

CEA: Éverson; Tiago Cametá, Luiz Otávio, Rafael Pereira e Romário; Raul, Richardson e Wallace Pernambucano (Pedro Ken); Lelê (Rafael Carioca), Victor Rangel (Alex Amado) e Magno Alves T: Givanildo Oliveira.

FER: Mauro; Gustavo (Batata), Tony Belém, Túlio e Jeanderson; Glauber, Vitinho e Jonathas; Mimi (Máxuell), Vitinho e Valdeci (Leandro). T: Vladimir de Jesus.

CARTÕES AMARELOS: Richardson, Victor Rangel, Romário, Raul (Ceará); Jonathas, Glauber, Máxuell (Ferroviário).
GOLS: Wallace Pernambucano (40 1T) e Raul (39 2T).

Davi Maia | @davims 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.