Header Ads

Em um jogo atípico, West Ham vence fora de casa

Visitamos o Burnley nesse domingo, sem pretensões, só brigando por uma posição melhor para lucrarmos mais. E de virada, um 2x1 foi um jogo fora do comum, pois nessa temporada não costumamos á ver os Hammers ganharem fora de casa, principalmente de um time que é forte demais em casa. Jogamos com a mesma formação, e destaco garotos que ficaram no banco de reservas, como Domingos Quina, Ashley Fletcher, Declan Rice, Moses Makasi e Daniel Kemp. O time foi a campo com: Ádrian San Miguel; José Fonte, James Collins e Angelo Ogbonna; Sam Byram, Edimilson Fernandes, Robert Snodgrass, Manuel Lanzini e Aaron Cresswel; André Ayew e Sofiane Feghouli.

Começamos com posse de bola, rodando o jogo, dando mais perigo do que o time da casa. Só que eles começaram a pressionar, com uma finalização do perigoso centroavante Sam Vokes aos 9 minutos, que recebeu um passe na entrada da área e chutou para fora. Com 13 minutos, mais uma chance do Burnley, em um escanteio cobrado por André Gray, Tarwoski cabeceou para fora. 10 minutos depois, saía o primeiro gol do jogo. Um contra-ataque mortal, saindo de um lançamento, Vokes ajeitou para Gray, que levou para a Linha de Fundo e cruzou para a área, e Edimilson Fernandes não conseguiu cortar nem o português José Fonte, e sobrou para Vokes marcar o gol do time da casa.

Resultado de imagem para burnley 1 x 2 west ham
Foto: (Divulgação)
Mas logo depois do gol do Burnley, saía o gol do West Ham, aos 27 minutos, e foi um golaço. Uma falta cobrada no meio de campo por Collins, saiu uma tabelinha de primeira entre Fernandes e Lanzini, e o suíço tocou para André Ayew, que deu um passe de letra para Feghouli que saiu sozinho na cara de Tom Heaton e chutou no canto esquerdo. Depois disso, tivemos oportunidades para marcar, mas nada que assustasse o Burnley, que também não conseguiu assustar os Hammers em nenhum momento.

Voltamos para o 2º tempo tentando resolver o jogo, com Edimilson Fernandes chutando de fora da área para a boa defesa de Heaton aos 3 minutos. Logo depois, precisamente aos 5 minutos, Sam Vokes cabeceou por cima do gol de Ádrian. No minuto 11, o meia/lateral Byram chuta e novamente Heaton pegou, em boa trama pela direita com o escocês Robert Snodgrass, que deu um belo passe. Em um escanteio, a defesa do Burnley afasta, e Feghouli toca para José Fonte chutar e a bola subir e parar no estádio do Blackburn Rovers, rival do Burnley.

O jogo estava muito amarrado, com o Burnley se defendendo e o West Ham atacando, tendo mais a posse de bola e pressionando muito o time da casa. Aos 27 minutos do 2º tempo, saiu a virada do WHU. Sam Byram recebeu na direita e cruzou, porém, o defensor tirou a bola e deu no pé de Fernandes, que na entrada da área do lado direito chutou para a boa defesa de Heaton, e bateu no travessão depois. Nisso, "bateu" na cabeça de Ayew, que não esperava a bola chegar à sua cabeça. Depois desse gol bem cagado, o time encolheu e não chegou mais ao ataque. Porém, essa vitória não tira da minha cabeça que Bilic tem que ser demitido. Não tem mais clima, essa é a verdade. Nos minutos finais, entrou os garotos Rice e Fletcher, que não comprometeram e nem acrescentaram. Fim da Premier League, e terminamos na apática 12ª colocação, com 45 pontos. Espero que na próxima temporada possamos ser melhores na Premier League e nas copas nacionais. COYI!!!

Por: Guilherme Pacheco / @PachGuilherme

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.