Header Ads

Dava para ter sido melhor

Foi por pouco, muito pouco. Nos últimos dias o Flamengo vem se acostumando com essa expressão "por pouco". No campeonato carioca, "por pouco" o título não foi disputado nos pênaltis, na Libertadores "por (muito) pouco" não veio a classificação para as oitavas de final e na Copa do Brasil após um jogo sofrível no Serra Dourada, o Flamengo "por pouco" não foi eliminado da competição. A eliminação na Libertadores ainda é recente, claro que é, mas como já foi dito antes, é preciso deixar isso para trás, consertar os erros e seguir a vida.

O Campeonato Brasileiro começou complicado para o Flamengo. Dos três primeiros jogos, dois fora de casa sendo um deles na Arena da Baixada contra o Furacão e um jogo contra um adversário direto na briga na parte de cima da tabela. Mesmo com jogos difíceis, o time pareceu se portar bem em pelo menos dois deles (Atlético-GO e Atlético-PR), a vitória só veio em um deles, porém o empate em Curitiba é bem-vindo. 

Foto: Flamengo/Staff
Sobre o jogo, o time do Flamengo começou meio perdido (assim como foi na Libertadores), o time armado por Zé Ricardo não tinha a mesma característica rápida de sempre e isso demandava um tempo para a equipe se adaptar a um jogo mais cadenciado e apoiado por todos. O Atlético era melhor em campo, fazia valer o fator casa e obrigava Muralha a fazer boas defesas, porém, quem foi mais certeiro foi o Fla. Após uma boa troca de passes, Pará recebeu na lateral direita e cruzou para Mancuello, que até então estava sumido do jogo. O argentino testou no canto e abriu o placar para o Mengão. O gol gerou uma confusão para quem estava assistindo o jogo, pois a bola passou num buraco que havia na rede e assim passou direto sem balançar o barbante. Com rede ou não, Mengo 1 a 0 na Arena da Baixada. Depois do gol, o Atlético pressionou o Flamengo como pode. Muralha fez boas defesas e a o time ainda teve de contar com a sorte, a bola beijou a trave em duas ocasiões.


No segundo tempo, pressão do Furacão. O Atlético Paranaense veio com tudo para tentar um empate ou até mesmo uma virada na estreia de Eduardo Baptista no comando da equipe. Após escanteio cobrado para dentro da área, Thiago Heleno subiu sozinho, contou com falhas individuais de Rafael Vaz e Alex Muralha e empatou o jogo para o Rubro-Negro Paranaense. O gol de empate dos donos da casa pareceu ter acendido uma luz no time do Flamengo que passou a dominar o jogo, jogando para frente e podia ter feito o 2° gol. Como dito acima, foi por pouco. Guerrero tentou e Weverton fez um milagre (antes do empate), depois o peruano furou sozinho na área. O menino Vinicius Jr (que entrou muito bem) também tentou duas vezes, mas não foi preciso.

O empate foi um bom resultado, mas podia ter sido mais. O Flamengo jogou mais bola que o Atlético e ficou visível que a adaptação de Vinícius Jr para o time profissional vai ser rápida e vai render bons frutos, o menino entrou muito bem na partida e fez boas tabelas com Guerrero. A próxima partida será contra o Botafogo e possivelmente será um jogo especial com a provável volta de Diego, estreia de Conca e ainda mais importante, a estreia do Estádio da Ilha do Governador. Será difícil, mas não importa, aqui é Flamengo.

Por: Matheus Subtil
Twitter: @matheusubtil 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.