Header Ads

O Liverpool foi irritante no último domingo e tem que mudar

Liverpool contra Southampton
(Foto: Peter Powell / EPA)
Em um dos jogos mais irritantes da temporada para o torcedor Red, o Liverpool encarou o Southampton em Anfield no último domingo (07/05), e não conseguiu tirar o zero do placar.

Mantendo a mesma formação há alguns jogos, o 4-3-3 de Jurgen Klopp contava com Lucas Leiva, Emre Can e Gini Wijnaldum no meio, deixando o time com a transição ataque-defesa lenta. À frente, Coutinho era novamente muito bem marcado pela esquerda, Origi centralizado errava tudo que tentava e Firmino, caindo pela direita, mais uma vez manteve-se discreto o jogo inteiro.

Pra completar, o goleiro deles estava em um dia inspirado. Seguro, Fraser Forster foi bem e salvou seu time com minimilagres em duas vezes. O arqueiro foi fantástico ao defender o pênalti cobrado por James Milner, que perdeu a melhor chance do Liverpool no jogo. É claro que pênalti bem batido é aquele que entra, mas a defesa foi tão difícil e bonita que não me deixa diminuir o mérito do goleiro. Defesaça.

Com a entrada de Lallana e Sturridge o time ganhou força no ataque e conseguiu produzir o suficiente para incomodar o adversário, mas não pra colocar a bola na rede. Aos 46' do segundo tempo, Milner em um raro momento de felicidade, conseguiu acertar o cruzamento e Grujic, de cabeça, obrigou Forster a salvar os Saints mais uma vez.

Com o empate e os resultados de nossos principais concorrentes, nos mantivemos na terceira posição, com um ponto e um jogo a mais que o Manchester City, 4º na tabela. Restam-nos dois jogos, dois compromissos que devem ser encarados como finais para alcançarmos o nosso objetivo na temporada: Ficar entre os quatro primeiros e disputar a Champions League no próximo ano.

A próxima partida é contra o bom time do West Ham, no estádio Olímpico de Londres. Lallana deve voltar ao time titular, e se dependesse da torcida (e eu me incluo muito nessa), Sturridge ocuparia o lugar de Origi, que não vem bem começando entre os 11, ainda assim, não ficarei surpreso ao ver Jürgen Klopp mantendo o belga como titular. Além das mudanças táticas, se espera também uma mudança de atitude da equipe, que fugindo do tradicional estilo dos Reds, mostra apatia e abatimento em campo.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.