Header Ads

Sport não passa de um empate com o Cruzeiro na Ilha

Na noite do ultimo domingo, o Sport estreou diante de sua torcida no Campeonato Brasileiro, mas o time que ainda não empolgou esse ano, apesar de estar em duas finais, fez mais uma partida muito fraca com sérias deficiências na parte tática, ao cabo e ao fim, ficou com um importante ponto, face à pobreza em seu futebol. Pra não variar, Magrão salvou a rapadura e impediu uma derrota eminente.

O jogo começou muito truncado, e o Sport até teve mais chances no primeiro tempo, mas Fábio, em grande partida, fez duas grandes intervenções para garantir que o Cruzeiro não saísse atrás do placar. O problema é que o Sport até nas vezes que cria, cria de forma desorganizada, muito por jogadas individuais, não há aproximação dos jogadores que parecem estar, todos, jogando fora de suas posições. Como não aproveitou as chances que teve, e quem não faz... Cruzeiro 1x0 na primeira oportunidade da equipe no jogo.

Sport tentou reagir e conseguiu, Rithely lançou Diego Souza que observou o goleiro saindo e esperou o toque por baixo, pênalti! Diego Souza, sem paradinha, escreveu 1x1 no placar e fim de primeiro tempo.

No segundo tempo o Cruzeiro massacrou e o Sport que jogava em casa, acredite, só deu um chute a gol com pouco perigo. Magrão foi o grande nome da partida, salvou o Leão de uma derrota em seus domínios.

O que ficou pra contar foi a justificativa que o time está com a cabeça na final da Copa do Nordeste (quarta feira próxima), mas isso não convence, aceitamos que o time não renda individualmente, mas a bagunça que o time do Sport se tornou é de assustar, a equipe não sabe o que é compactar, aproximar... A impressão que dá é que cada jogador guarda muito mal a sua posição e pronto, ninguém sabe o que fazer ou pra onde correr nas jogadas de ataque, na recomposição, nos contra-ataques. Fica muito difícil defender o desanimado técnico Ney Franco que, sim, teve pouco tempo pra treinar, mas até pra desordem tem limite.

Vou retomar uma afirmação que fiz no início do texto: Parece que os jogadores estão, todos, jogando improvisados, explico: A dupla de zaga ainda não se entendeu, falta sintonia, cobertura; os laterais não têm cobertura e Raul Prata realmente está improvisado; os volantes são MUITO verdes, não têm as malícias de um jogador profissional de proteger a bola, além disso, são muito frouxos na marcação; Rithely é um excelente primeiro e segundo volante, mas é um meia, apenas, ok; Diego Souza (pra mim!!!) é o melhor meia do Brasil mas está muito deslocado. Sim, ele joga muito bem próximo aos atacantes, mas vindo de trás, conduzindo a bola até lá para arrematar ou lançar, talvez o pleito da seleção esteja atrapalhando, mas é preciso entender que, na seleção, existe muita qualidade vindo de trás e no Sport não! Rogério não faz o seu papel de cobrir o lateral e está em péssima fase técnica. Enfim, minha opinião é que temos boas peças individualmente, mas que ainda não encaixaram e vai demorar muito se depender de Ney Franco, o técnico demonstrou muita autossuficiência ao afirmar que prefere jogar a decisão de quarta feira fora de casa, parecia mais um pedido pra sair. A relação com a torcida azedou de vez e dificilmente isso vai mudar.

Concorda? Discorda? Comente! 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.