Header Ads

Taça erguida e o fim de uma Era

No último jogo do hexa campeão inglês pela Premier League, a goleada do Chelsea contra o Sunderland por 5 a 1, ficou em segundo plano. É evidente que para os torcedores, foi a melhor maneira de se despedir do campeonato inglês nesta temporada. Os Blues venceram com gols de Willian, Hazard, Pedro e Batshuayi marcando em duas oportunidades. O jogo ficou marcado por suas festividades, já que duas rodadas anterior, já tínhamos garantido o título, e faltava apenas levantar a Premier League.

Sexta Premier League erguida pelo Chelsea. Fonte (Getty Images)
Quem foi a Stamford Bridge neste domingo, certamente saiu de lá extremamente emocionado, ao presenciar a despedida de uma lenda do clube, John Terry. No mês de fevereiro o zagueiro inglês anunciava que sairia do Chelsea ao termino da temporada, e nada melhor do que se despedir com mais um título inglês, o quinto em sua carreira. Além do mito Terry, os torcedores viram acabar uma Era muito vitoriosa do clube, com o último dos jogadores que simbolizaram as conquistas se despedindo. Lampard, Drogba e Cech, já tinham saído time nas temporadas anteriores, Ivanovic em janeiro, e por fim o capitão de tudo foi o último a se despedir.

Faltam palavras para descrever o que ele significa para os torcedores azuis, em 19 anos pelo clube foram, 716 jogos, 67 gols e 17 títulos, entre eles a sonhada UEFA Champions League. Desde 2004 como capitão do clube, Terry liderou o time em todas essas conquistas e no jogo de ontem pode ter erguido sua última taça pelos Blues, já que ainda resta a final da Fa Cup, contra o Arsenal. 
"Obrigado por tudo", agradecimento dos torcedores a John Terry. Fonte (Chelsea.com)
Além da despedida de John Terry de Stamford Brigde, a torcida pôde agradecer o italiano Antonio Conte, pela brilhante temporada do time, sendo a segunda melhor temporada na história da Premier League (93 pontos),com 30 vitórias, três empates e cinco derrotas, em 38 jogos. O ponto principal dessa trajetória, a mudança tática para o 3-4-3, já que a partir da troca, o clube engrenou 12 vitórias seguidas e assumiu para não perder mais a liderança. Além da mudança tática, Conte recuperou jogadores desacreditados pelos torcedores, ao colocar Moses como ala, David Luiz como libero e Pedro.

Com mais uma conquista, o Chelsea garantiu sua volta a Champions League, por isso o desafio da próxima temporada tende a aumentar, já que o clube não tem pretensões de ser coadjuvante na competição. Para isso o time precisa de alguns reforços para o elenco, como um zagueiro, um meia e um atacante, pois o uso do elenco vai ser muito importante na próxima temporada. A missão dos Blues na Premier League foi cumprida com louvor, mas ainda não esta completa à missão do ano, resta a final da Copa da Inglaterra, contra o Arsenal, em Wembley, para finalmente coroar uma temporada com um "Double".

Autor: Gabriel Rezende "Gabiru" // Twitter: @gabridosanto

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.