Header Ads

Virada heroica, Chapecoense vence Zúlia e aguarda definição da Conmebol

A Chapecoense enfrentou na última terça-feira (23), duas batalhas dificílimas, e com momentos dramáticos, a primeira o Verdão que na segunda-feira apresentou a sua defesa junto a Conmebol, referente ao caso Luiz Otávio, passou a tarde aguardando uma definição, apresentada poucas horas antes da bola rolar na Arena Condá.

Foto: Sirli Freitas
Com o pedido indeferido pela entidade, o Verdão acabou perdendo os três pontos, sendo repassado ao Lanús, em virtude da escalação do zagueiro Luiz Otávio, que foi punido por três jogos e em uma grande confusão provocada pela Conmebol.

Com o resultado apresentado a poucas horas da bola rolar na Arena Condá, em partida válida pela última rodada do Grupo 7 da Taça Libertadores da América, o Verdão entrava em campo já sem chances de classificação para as oitavas de finais, mas brigando diretamente com o Zúlia pela vaga na Copa Sul-Americana 2017.

Sem poder contar com Vitor Ramos e Seijas que não estão inscritos na competição, Luiz Otávio suspenso e Moisés Ribeiro Machucado, Vagner Mancini resolveu não surpreender na escalação, com Nathan e Grolli na zaga, e João Pedro voltando na meia.

Em noites de protestos contra a Conmebol, pouco mais de 4 mil torcedores compareceram em noite gelada e chuvosa na Arena Condá, para empurrar o Verdão em busca da vaga na Copa Sul-Americana.

Os jogadores entraram em campos sem desanimo pela desclassificação, e desde o começo partiram para cima em busca da vitória. As melhores jogadas saiam pelo lado direito, dos pés de Apodi e Rossi, Logo aos 13 minutos, Apodi cruzou e Plazas desviou contra o próprio patrimônio, quase marcando um gol contra, raspando na trave do goleiro Vega.

O tempo passava, com o empate os Venezuelanos garantiam a vaga para a Sul-Americana, mas não satisfeitos, aos 29 minutos ampliaram essa vantagem, isso por que após jogada pelo lado esquerdo de ataque, Unrein cruzou e encontrou Arango livre, abrindo o placar na Arena Condá.

A Chapecoense teve a chance de empatar a partida aos 45 minutos, quando Reinaldo cobrou falta, encontrando Arthur que finalizou, atravessando toda meta defendida por Vega, saindo perigosamente na linha de fundo.

Precisando da vitória, Vagner Mancini resolveu mexer na equipe, e mandar o time para frente, na segunda etapa Luiz Antônio deu lugar a Túlio de Melo. Logo no inicio da etapa final, aos 7 minutos outra substituição, desta vez forçada, Nathan se machucou e deu lugar a Fabrício Bruno.

O tempo passava, e a Chape parecia nervosa em campo, aos 25 minutos o Verdão ficou em vantagem numérica, Bello puxou Rossi e tomou o segundo amarelo, sendo expulso pelo árbitro Paraguaio.

Jandrei era um mero expectador pelo lado Chapecoense, em uma partida de ataque contra defesa, quem brilhava era Vega, com grandes defesas, quando não era o goleiro Venezuelano, era a trave que jogava contra o Verdão, que acertou quatro vezes.

Quando muitos torcedores já deixavam e se conformavam com o resultado, a Chapecoense enfim incorporou o espírito de Condá, e primeiro aos 45 minutos, Rossi chutou e depois de um bate e rebate, a bola sobrou no pé de Arthur, que chutou forte empatando a partida.

Ainda faltava um gol, e você ai ainda duvida da Chapecoense? Eu se fosse você não faria isso, um minuto depois, em cruzamento perfeito de Rossi, Andrei Girotto de cabeça desviou sem chances para Vega, virando o placar, classificando o Verdão e explodindo a Arena Condá.

A Chapecoense termina a fase de grupos da Libertadores com sete pontos, mas com 10 conquistados dentro das quatro linhas, o jurídico do Verdão corre contra o tempo para apresentar um recurso visando recuperar os pontos perdidos nesta terça-feira, se vai ser aceito ou não ninguém sabe, nem mesmo a Conmebol.

Mas o que sabemos é que esse grupo honrou a camisa Chapecoense, acima de tudo, honraram aqueles que deram suas vidas em busca da realização de um sonho. O Verdão sai fortalecido, tem o apoio do seu torcedor, e independente de qual será a competição que será disputada, estarão seguindo honrando a camisa e o povo Chapecoense.

O Verdão volta a campo na próxima segunda-feira (29), quando receberá o Avaí na Arena Condá, às 20h, em partida válida pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro.  

Marcelo Weber || @acfmarcelo

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.