Header Ads

Existe vitória ruim?



Terça-feira, 13/06/17, Campeonato Brasileiro da Série B, Náutico x Paraná, Arena Pernambuco. O adversário era o lanterna, não havia vencido na competição, conseguiria Cristian de Souza a proeza de complicar o jogo?

Minho marcou um golaço na Arena Pernambuco. | ALDO CARNEIRO/ESTADÃO CONTEÚDO
Minho comemora seu gol no jogo (Foto: Aldo Carneiro)
O JOGO
Os dois times na parte de baixo da tabela, precisando da vitória para respirar, começaram o jogo a mil. O Náutico abriu o placar com Vinicius aos 5’, numa falha bisonha de Richard. O Tricolor reagiu logo em seguida, com Minho pegando a sobra e fazendo um golaço. Se alguém achou que esse seria o jogo, estava completamente enganado.
Depois do começo ‘animador’ o Tricolor voltou a mostrar a apatia e desorganização dos jogos passados. Robson continuava a errar tudo, Biteco não rendia no meio, e o jogo não evoluía para os dois lados, fazendo o 1º tempo terminar em 0 x 0.
No segundo tempo mais do mesmo: apatia. Sem criar chances, o Tricolor viu o goleiro Richard começar a apareceu no jogo com boas defesas. Os comandados de Cristian só esboçaram uma reação no final do jogo. Primeiro Wallace cabeceou no travessão, após cobrança de falta. E já nos acréscimos Gabriel Dias serviu Robson na área, que tocou na saída do goleiro, virando o jogo. 2 x 1 Tricolor da Vila.
O zagueiro Eduardo Brock
chora ao lembrar do companheiro
(Foto: Transamérica)

LUTO
Na madrugada de segunda-feira, o jogador Jonas Pessalli, dispensado pelo Tricolor há cerca de 2 semanas, faleceu após sofrer um acidente em seu carro em Curitiba. A equipe Paranista dedicou a vitória ao jogador. Desejamos força aos seus familiares e amigos!

A VITÓRIA RUIM
É possível acontecer situações onde a vitória do seu time é ruim? O caso do Paraná Clube nessa terça-feira é quase isso. O time não vem bem há algum tempo, a perda de Wagner Lopes foi bastante sentida pelo elenco. O seu sucessor, Cristian de Souza, não começou mal, mas agora parece ter revelado o ‘verdadeiro’ Cristian: técnico fraco, time sem identidade, insistência em peças que não rendem, jogadores em posições que não rendem...
A vitória deu sobrevida ao treinador. Já a derrota ou o empate poderiam ser ‘a gota d’água’ para ele. E aí entra a questão: é melhor vencer um jogo e correr riscos na continuidade do campeonato ou perder alguns pontos agora e dar um gás no elenco, com nova comissão técnica? De qualquer jeito, te cuida, Cristian.
A próxima parada do Tricolor é diante do Figueirense, na Vila Capanema, na próxima sexta-feira, 16/06. O Paraná tem retrospecto negativo diante do rival: 11 derrotas e 8 vitórias, marcando 28 gols e sofrendo 36 em 26 encontros. É a hora de embalar, é a hora de parar de errar, pra cima deles!


Fellipe Vicentini | @_FellipeS
#PRaCima

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.