Header Ads

Como 6 viraram 1

Pela 10ª rodada da Série B, o Paraná Clube foi até Criciúma enfrentar o time da casa. O empate com o Inter na rodada anterior era considerado um bom resultado, visto a boa possibilidade de vitória contra os catarinenses. Voltar com 4 pontos para casa depois de 2 jogos fora era o ideal.
Jogadores se revoltam com a decisão da arbitragem (Imagem: SporTV)
O Tricolor começou intenso na partida e com 20' de jogo Cristovam e Renatinho, de falta, já haviam carimbado a trave adversária. O gol começava a amadurecer, mas a arbitragem resolveu influenciar, e muito, no jogo, como já havia acontecido contra o Internacional. Silvinho deu uma cotovelada em Cristovam e levou somente o amarelo, Cristovam, que já tinha amarelo, foi tirar satisfações com o adversário e levou o segundo amarelo do árbitro, sendo expulso. O lance foi tão ridículo e absurdo que o lateral saiu chorando de campo.
Depois da expulsão a desorganização tomou conta do Paraná Clube. Cristian de Souza deslocou Leandro Vilela para a direita e deixou Gabriel Dias sobrecarregado no meio, com Renatinho, Minho, Robson e Felipe Alves praticamente sem função no ataque. Mesmo assim o Tricolor conseguiu segurar o resultado até os acréscimos da 1ª etapa, quando Lucão pegou o rebote depois de um milagre de Richard e abriu o placar.
Sem mudanças para a segunda etapa, quem continuou mandando no jogo foi Criciúma. Aos 15’ a zaga falhou e Lucão, de bicicleta, ampliou para os donos da casa. Felipe Alves perdeu boa chance de cabeça na sequência e o Criciúma continuou assustando Richard. No final do jogo, com o adversário ‘tranquilo’, o Tricolor esboçou uma pressão e conseguiu descontar em pênalti sofrido e batido por Robson, mas já aos 47’.

Depois da cotovelada, assim ficou a nuca de Cristovam
(Foto: Paraná Clube)
Infelizmente a semana do Tricolor foi marcada pela arbitragem: contra o Inter o gol anulado e contra o Criciúma a expulsão. O que eram para serem 6 pontos na conta, passou a ser 1. Cristian de Souza também é grande responsável por isso, jogou com medo com o Inter e não conseguiu arrumar o time contra o Criciúma. Ele continuou insistindo em nomes que não vem bem, principalmente Felipe Alves, já passou da hora de Rafhael Lucas assumir a titularidade. O Tricolor que se esperte para não ser tarde demais.
Na sequência da competição o Paraná enfrenta o Ceará no próximo sábado (01/07), na Vila Capanema. Cristovam e Brock, suspensos, são os desfalques, enquanto Alemão, se for regularizado no BID até sexta-feira pode pintar na convocação. Outro que pode estar pintando na Vila é o atacante Felipe Augusto, que está disputando a série C com o Volta Redonda.

Fellipe Vicentini
#PRaCima

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.