Header Ads

Cordino 1 x 2 Sampaio Corrêa - O Maior do Maranhão fatura o 33º título maranhense

Na noite desta quinta-feira (29/06), o Sampaio Corrêa faturou o seu 33º título estadual diante do Cordino, em Imperatriz, no Estádio Frei Epifânio D’Abadia. O Tubarão venceu por 2 a 1 e levantou a taça de campeão maranhense de 2017.

Sampaio levanta mais uma taça do Maranhense (Foto: Lucas Almeida)

A Bolívia Querida tomou um susto logo no início do jogo. Aos 2 minutos, Pedro Gusmão cobrou falta, Fredson tentou afastar, mas acabou marcando contra. Com o gol, o time de Barra do Corda tinha a vantagem, já que jogava por uma vitória simples.

Não demorou a começar a reação do Tricolor. Quando se imaginava que o Cordino partiria em busca do segundo gol, o Sampaio tratou logo de empatar a partida. Aos 9 minutos, Felipe Marques avançou pela direita, cruzou e Isac, com a barriga, completou para o fundo das redes. Com o empate no marcador, a vantagem passou a ser do Sampaio, que venceu o primeiro duelo por 2 a 1.

O Mais Querido fech1ou o placar ainda na primeira etapa. Aos 39 minutos, Felipe Marques chutou cruzado da direita, a bola passou pelos atacantes do Sampaio e acabou desviando no zagueiro Bruno, garantindo a virada do Tricolor.

Aos 13 da segunda etapa, o Tricolor ainda desperdiçou uma ótima chance de aumentar o placar. Alison tocou com a mão na bola dentro da área e o assistente de linha de fundo assinalou a penalidade. Isac cobrou o pênalti no lado esquerdo, mas o goleiro Eduardo Alves defendeu com a perna. Foi a quinta penalidade perdida pelo Sampaio nesta temporada, a quarta no estadual e a segunda pelo mesmo jogador.

O segundo tempo foi amplamente dominado pelo Cordino, que tentou de todas as formas passar à frente no marcador. O Sampaio recuou e passou a esperar o momento certo para encaixar um bom contra-ataque, o que era natural, já que estava com a vantagem e poderia até empatar a partida.

Antes mesmo do final do jogo, ecoou no estádio o grito de campeão da torcida boliviana, que marcou presença em grande número no Frei Epifânio. É o 33º título maranhense do Sampaio Corrêa, o maior campeão do Maranhão. Esse título coroou a superação do elenco, que terminou o primeiro turno e a fase de grupos do segundo desacreditado até mesmo pelo mais fanático torcedor. Parabéns também ao time do Cordino, que fez uma ótima campanha e mereceu chegar aonde chegou.

Com a conquista do estadual, a Bolívia Querida garantiu a vaga direta na Copa do Nordeste de 2018. O Cordino, como venceu apenas o primeiro turno, terá que disputar no próximo mês a fase classificatória da competição.

O Sampaio volta agora as suas atenções ao Brasileiro Série C, pelo qual enfrentará o Remo na próxima segunda-feira, no Castelão, em São Luís, às 20h30. É confronto direto, já que o Tricolor está em 5º lugar e possui 11 pontos, mesma pontuação do adversário paraense.

FICHA DO JOGO:
CORDINO 1 X 2 SAMPAIO CORRÊA
Local: Estádio Frei Epifânio D’Abadia, Imperatriz (MA)
Data: 29 de junho de 2017, quinta-feira
Horário: 20h15 (de Brasília)
Árbitro: Mayron Frederico dos Reis Novais
Gols: Isac – 9’ 1T e Bruno (contra) – 39’ 1T (Sampaio Corrêa); Fredson (contra) – 2’ 1T (Cordino)
Cartões amarelos: Uilliam (Sampaio Corrêa); Lucas Costa (Cordino)
Cordino: Eduardo Alves; Alef, Bruno, Da Silva e Jerfferson (Lucas Costa); Júnior Negrão (Emerson), Alison, Romério e Jocivan; Ulisses e Pedro Gusmão. Técnico: Marlon Cutrim.
Sampaio Corrêa: Alex Alves; Roniery, Fredson (Alex), Maracás e Esquerdinha; César Sampaio, João Vitor, Diego Silva, Felipe Marques (Uilliam) e Hiltinho (Ricardo Maranhão); Isac. Técnico: Francisco Diá.

Marcos Fernandes || Twitter: @poetafernandes
Linha de Fundo || @SiteLF

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.