Header Ads

Lanterna verde e amarela

Um jogo entre a  possível liderança e a saída da amarga lanterna, Cuiabá e Fortaleza fizeram um duelo equilibrado, em alguns momentos sob domínio do Fortaleza, em outros o Cuiabá esboçava reação, mas o que se viu na Arena Pantanal na maioria do primeiro tempo de jogo foi um time covarde, ainda mais jogando em casa e contando com apoio da torcida, tinhamos que fazer valer o mando de campo, "nossa casa nossas regras" frase muitas vezes ditas por Douglas Mendes, mas não teve nada disso. 

Continuamos amargando essa lanterna, ja são 4 empates em 5 jogos, fora de casa conseguimos jogar com autoridade e até mais solto as vezes, será que precisaremos rever alguns aspectos no clube? Um dos maiores investimentos da Série C e nao conseguimos ganhar um jogo em casa. O que esta acontecendo? Falta de vontade não é pois estamos jogando bem, mas  está sendo a prova de que apenas elenco cheio não ganha jogo.

 Léo Salino em disputa de bola(Foto Divulgação: Pedro Lima / CEC )

O ataque só funcionava por um lado, o esquerdo e sempre com Bruno Sávio e Rafael Estevam, jogadores esses que estão se entregando dedicadamente e cada vez mais ganhando respeito da torcida. Estamos falhando em lances bobos, viradas de bola no meio campo, passes de 5 metros, a bola mal chegava em certos jogadores e ja estavam se livrando dela, assim é muito complicado.

Fomos castigados após erro grotesco do bandeira, Lucio Flavio recebeu completamente impedido e so ajeitou para Hiago que vinha de trás livre fazer o gol do Fortaleza, sabiamos que precisavamos reagir e minutos depois em cobrança de escanteio, Rafael Estevam, de novo ele balançou as redes para o time Cuiabano.

Nosso segundo tempo foi bem melhor, as mudanças surtiram um efeito, mas a marcação e reposição ainda continuavam desorganizadas, afobação e excesso de vontade misturados, mas mesmo assim em lançamento na ponta esquerda para Bruno Sávio, uma bela dominada no peito, drible e daí foi só correr para o abraço, um golaço, o da virada.

Técnico Roberto Fonseca em seu último jogo pelo Cuiabá (Foto: Pedro Lima / CEC)

Mas novamente, todo esforço por água abaixo, 5 minutos de acréscimo, uma falta boba na cabeça da área e gol de empate aos 47 do segundo tempo. Falha do goleiro? falha de quem fez a falta ou seria cansaço? Sinceramente não sei. Dizem que certos empates tem gosto de derrota e esse certamente foi mais um deles, respeitamos o time do Fortaleza, mas essa vitória era para ser a nossa primeira do campeonato que infelizmente ainda não veio mas seguiremos trabalhando forte e com correção até atingirmos a perfeição.

Agora é trabalhar, aprimorar e entrosar os novos jogadores que chegaram a pouco tempo para compor o elenco e aguardar o próximo jogo contra o Salgueiro time do Pernambuco, que acontecerá no próximo dia 18 no estádio Cornélio de Barros, jogo difícil mas acreditaremos sempre em nosso time.

Os times foram a campo:

Cuiabá: Henal, Bruno Moura e Rafael Estevam; Douglas Mesdes e Heverton; Carlão (Bileu) e Léo Salino; Pereira (Natan); Cristiano(Robinho), Bruno Sávio e Elias. 

Fortaleza: Marcelo Boeck, Jefferson, Edimar, Ligger, Bruno Melo; Anderson Uchôa, Adenílson (Ronny), Éverton (Jô), Pablo; Hiago e Lúcio Flávio (Leandro Cearense). 

Gols: Rafael Estevam e Bruno Sávio / Hiago e Ronny.

Público: 1.093 pagantes


Por: Augusto Douglas @gutocec7 @SiteLF

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.