Header Ads

NBA Mock Draft

     O draft da NBA acontecerá na quinta-feira (22) e os times poderão escolher os calouros para jogarem na sua franquia na próxima temporada. O Linha de fundo fez um Mock com todas as escolhas de primeira rodada e o que podemos esperar de cada equipe na noite
     1-      Markelle Fultz – Guard de Washington (Philadelphia 76ers via Boston Celtics, Brooklyn Nets)

 
Markelle Fultuz conduz a bola em jogo de Washington (Foto:The Sixer Sense)

Uma troca que deu aos Celtics mais escolhas do Draft, enquanto que os Sixers levaram o melhor prêmio. A escolha mais óbvia do Draft, Markelle jogará ao lado de Bem Simmons, primeira escolha do Draft do ano passado, e de Joel Embiid, pivô que causou reboliço na última temporada. A equipe da Pensilvânia tem um futuro brilhante pela frente.

2-      Lonzo Ball – Point Guard de UCLA (Los Angeles Lakers)

Lonzo provoca a torcida de Kentucky após uma bola de três que ampliou a vantagem dos Bruins (Foto: Fadeaway World)

Essa escolha também é uma das mais fáceis, pois Lonzo Ball vem de uma temporada fantástica em UCLA. Levou o time que era um dos piores do país a uma aparição no March Madness (finais do campeonato universitário). Por conta de problemas extra-quadras envolvendo seu pai, LaVar Ball, o armador pode sofrer uma alteração quanto a sua posição, mas o mais provável é sair na segunda posição para a franquia da Califórnia.

3-      Jayson Tatum - Small Forward de Duke (Boston Celtics via Philadelphia 76ers, Sacramento Kings)

Jayson Tatum comemora a bola de três pontos em sua passagem por Duke. (Foto: Streeter Lecka/ Getty Images)

Depois da troca, Ainge selecionará um scorer vindo do banco, função que vinha sendo cumprida por Marcus Smart. Tatum tem um ótimo arremesso de 3 pontos e do poste e jogará na posição de ala-pivô, para complementar o jogo de Jaylen Brown.

4-      Josh Jackson – Small Forward de Kansas (Phoenix Suns)

Josh Jackson sobe para a enterrada em jogo de Kansas (Foto: Andy Lyons/ Getty Images)

O que os Suns precisavam. Um ala defensivo que abra espaço para Devin Booker e Eric Bledsoe pontuarem. Além disso, tem um arremesso de fora razoável, mas que pode melhorar com um pouco de treino.

5-      De’Aaron Fox – Point Guard de Kentucky (Sacramento Kings via Philadelphia 76ers)

De'Aaron Fox vibra após vitória de Kentucky (Foto: Zimbio/ Getty Images)

Os Kings precisam de um armador jovem e que possa infiltrar e rodar a bola para Buddy Hield e seus outros alas. Fox foi sensacional em Kentucky e mostrou grande potencial defensivo, além de parar Lonzo Ball em seu confronto no March Madness.

6-      Malik Monk – Shooting Guard de Kentucky (Orlando Magic)

Malik Monk vibra em jogo dos Wildcats (Foto: The Big Lead)

Um shooter para aliviar a pressão para cima de Elfrid Payton e também serve de armador para quando ele for para o banco descansar. Monk fez esse trabalho muito bem em Kentucky ao lado de Fox.

7-      Jonathan Isaac – Small Forward de Florida State (Minnesota Timberwolves)

Jonathan Isaac na linha de lance livre (Foto: Juan Moore/ Getty Images)

Um projeto de jogador, Isaac é um ala defensivo e que pode fazer muito bem a função de 3&D, como é chamado quem acerta bolas de 3 e defende muito bem. Jogará na função de ala-pivô e encaixaria perfeitamente no esquema dos Wolves, que conta com Karl Anthony-Towns e Andrew Wiggins como principais pontuadores.

8-      Dennis Smith Jr – Point Guard de NC State (New York Knicks)

Dennis Smith Jr infiltra com velocidade para a cesta (Foto: 247 Sports)

Torcedores do Knicks podem comemorar! Dennis Smith é um armador atlético e que puxa contra-ataques e que seria perfeito para o jogo de Kristaps Porzingis. Se forem começar uma reconstrução (finalmente!) o armador seria a peça-chave para isso.

9-    Lauri Markkanen – Power Forward de Arizona (Dallas Mavericks)

Lauri Markkanen observa o jogo (Foto:Ethan Miller/ Getty Images)

Não é uma necessidade dos Mavs, já que Dirk Nowitzki deve continuar no time na temporada que vem. Lauri seria como o aprendiz do alemão, já que o jogo dos dois é semelhante.

10-   Donovan Mitchell – Shooting Guard de Louisville (Sacramento Kings via New Orleans Pelicans)

Donovan Mitchell defendendo em jogo de Louisville (Foto: Al Bello/ Getty Images)

Os Kings conseguiram essa escolha após a troca do Demarcus Cousins para New Orleans e com ela irão reforçar a ala. Mitchell impressionou nos workouts e ganhou a atenção dos GM’s em toda liga.

11-  Luke Kennard – Shooting Guard de Duke (Charlotte Hornets)

Luke Kennard comemora em jogo de Duke (Foto: Grant Halverson/ Getty Images)

Depois de trocar e conseguir Dwight Howard, o Hornets precisa de um arremessador de 3 pontos para compor o elenco. Nada melhor que o melhor arremessador da temporada do College passado para se juntar a Kemba, Batum e Howard e fazer a equipe da Carolina do Norte voltar aos Playoffs.

12-  Frank Ntilikina – Point Guard de Strasbourg IG da Europa (Detroit Pistons)

Frank Ntilikina conduz a bola em sua passagem pera Euroliga (Foto: At the hive)

O experimento Reggie Jackson não deu certo para os Pistons e Ntilikina tem um potencial enorme, além de ser longo para a posição de armador. O francês disputaria vaga de imediato com Jackson, que poderá ser trocado no meio da temporada.

13-  John Collins – Power Forward de Wake Forrest (Denver Nuggets)

John Collins se lamenta após erro (Foto: Getty Images)

Um jogador defensivo para atuar ao lado de Nikola Jokic e tirar a pressão que ele tem de defender e atacar o jogo inteiro.

14-  T.J. Leaf – Power Forward de UCLA (Miami Heat)

Leaf sobe para a enterrada (Foto: Scott Chandler/ UCLA Bruins)

Tudo o que o Heat precisa. Um ala-pivô que sabe chutar de fora e que tem uma defesa razoável. O time é especialista em transformar defensores ruins em defensores capacitados e fazer jogadores ganharem corpo e entrarem em forma para jogar no garrafão.

15-  Zach Collins – Power Forward de Gonzaga (Portland Trail Blazers)

Zach Collins se prepara para cobrar lance livre. (Foto: Harwood Houdini)

Os Blazers tiveram problemas no garrafão na temporada passada e Collins tem um jogo parecido com o de Nurkic, que chegou no final da temporada e encaixou muito bem na equipe.

16-  Isaiah Hartenstein – Power Forward de Zilgiris Kaunas da Europa (Chicago Bulls)

A posição mais carente do Chicago Bulls precisa de trabalho. Alguns europeus já saíram em meio de draft e viraram jogadores que podem salvar franquias.

17-  Jarrett Allen – Center de Texas (Milwaukee Bucks)

Milwaukee precisa muito de um pivô para servir de reserva para o Thon Maker e jogar o Greg Monroe para sua posição de origem. Allen foi muito bem em Texas e pode ser um monstro defensivo.

18-  Justin Jackson – Small Forward de North Carolina (Indiana Pacers)

Um jogador mais experiente para suprir a ausência do Paul George, que sairá ao final da temporada, como informou ao time essa semana.

19-  Justin Patton – Center de Creighton (Atlanta Hawks)

Com Dwight Howard fora de Atlanta, eles precisam de alguém para pegar rebote e defender o garrafão. Patton é a escolha mais esperada entre esses

20-  Josh Hart – Shooting Guard de Vilanova (Portland Trail Blazers via Memphis Grizzlies)

Como Crabbe é um ala-armador mais alto e pode jogar na posição 3, os Blazers podem apostar em um jogador que sabe criar e poderia vir do banco para refogar as ausências de Damian Lillard e CJ McCollum. Hart foi campeão em Vilanova e seria peça importante se os Blazers querem disputar por campeonato.

21-  Terrance Ferguson – Shooting Guard do Adelaide 36ers da Austrália (Oklahoma City Thunder)

Oklahoma precisa de um chutador. Ferguson saiu do College para jogar na Austrália e desenvolver seu jogo. Tem um bom arremesso de fora e pode ajudar a abrir espaço para as infiltrações de Russell Westbrook, o que faltou na última temporada para o Thunder.

22-  Harry Giles – Power Forward de Duke (Brooklyn Nets via Washington Wizards)

Uma grande “steal” dos Nets, que ao lado de D’Angelo Russell, pode voltar a ser o monstro que um dia foi no High School. Não teve uma boa temporada em Duke, mas lesões atrapalharam sua carreira. O risco é válido, já que Giles tem potencial para ser uma estrela

23-  Bam Adebayo – Center de Kentucky (Toronto Raptors via Los Angeles Clippers)

Uma versão menos polida de Bismack Biyombo, que teve sucesso no Canadá, principalmente nos playoffs de 2016. Adebayo jogou ao lado de Fox e Monk em Kentucky e fazia perfeitamente o “trabalho sujo”. Grande reboteiro e protetor de aro, pode providenciar defesa para o técnico Dwayne Casey.

24-  Ivan Rabb – Power Forward de California (Utah Jazz)

Rabb é um segundo anista que tem um bom arremesso de fora e pode espaçar a quadra. Além disso, é um ótimo “stretch-four”, posição carente no Jazz. Se renovarem com o Hayward, podem ser sérios candidatos a tentar destronar os Warriors no Oeste.

25-  Jawun Evans – Point Guard de Oklahoma State (Orlando Magic via Toronto Raptors)

Um bom reserva para o Elfrid Payton, o armador de um dos melhores ataques do país é habilidoso, sabe armar bem o jogo e ainda tem uma boa defesa. Poderia ajudar muito vindo do banco e criar oportunidades para seus companheiros.

26-   Jordan Bell - Power Forward de Oregon (Portland Trail Blazers via Cleveland Cavaliers)

O “hometown boy” (que seria como o jogador da casa, em português) foi muito bem no March Madness e chegou a ter um jogo com OITO TOCOS! Uma marca impressionante e um potencial defensivo imenso o garantiram na primeira rodada do Draft e para a equipe de Oregon na NBA. Será usado em lineups defensivas pelo técnico Terry Stotts.

27-  OG Anunoby – Small Forward de Indiana (Los Angeles Lakers via Brooklyn Nets, Boston Celtics)

Um potencial defensivo absurdo caindo nas mãos de Luke Walton, que comandou 43 jogos dos Warriors na temporada das 73 vitórias e 9 derrotas (39-4 de recorde para Walton). Após troca que deu D’Angelo Russell aos Nets e Brook Lopez e a 27ª escolha para Los Angeles, Anunoby poderá vir do banco e substituir Ingram quando estiver mal na defesa.

28-  Ike Anigbogu – Center de UCLA (Los Angeles Lakers via Houston Rockets)

Lakers no relógio de novo e Anigbogu é a melhor opção. Jogou junto a Lonzo Ball em UCLA e é veloz, sendo perfeito para o estilo de jogo da franquia para a próxima temporada. Tem um ótimo potencial defensivo e pega muito rebote, o que pode aliviar a função de Juluis Randle nesse quesito.

29-  Caleb Swanigan - Power Forward de Purdue (San Antonio Spurs)

Um ala-pivô baixo, mas que tem um ótimo arremesso de fora. O jogador é o tipo de atleta que o técnico Gregg Popovich adora trabalhar. É reboteiro, físico e sabe jogar de costas para a cesta. Irá trabalhar a defesa assim que chegar no clube, então não há preocupações quanto a essa parte do jogo.

30-  PJ Dozier, Shooting Guard de South Carolina (Utah Jazz via Golden State Warriors)


Rodney Hood provavelmente irá sair de Utah e para suprir sua ausência os Jazz irão selecionar um dos destaques de South Carolina, que atingiu o Final Four (a semifinal do torneio da NCAA). Um jogador defensivo que se encaixa no estilo de jogo da franquia. Além disso, é muito rápido e sabe encaixar contra-ataques para pontos fáceis.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.