Header Ads

Um futebol digno do DNA cruzeirense

Fala nação azul, tem alguém vivo ainda depois do jogão de ontem? Se tem uma coisa que tenho para falar sobre esse jogo entre Cruzeiro e Palmeiras, é que fiquei emocionada pela atuação do Maior de Minas, vamos lá confessem a Raposa teve a postura do nosso Cruzeiro raiz, não é mesmo?

Palmeiras e Cruzeiro é duelo de muita tradição, um daqueles jogos que a torcida tem o prazer de assistir, pois, sabe que sempre será um “jogaço” e ontem não foi diferente, o nosso dia e nossos pensamentos estavam todos voltados para “Hoje tem Cruzeiro” e se valeu a pena ficar tão ansioso(a) assim? Com certeza.

Vocês têm noção que o Cruzeiro Esporte Clube comandado por Mano Menezes entrou ofensivo para essa primeira partida da Copa do Brasil? Se for um sonho não me acorde, por favor, parece que por um milagre o técnico cruzeirense resolveu atender o pedido da nação azul e arriscou deixar o nosso Cruzeiro querido jogar do jeitinho que gostamos, eu ouvi um amém? Bom, já deu para sentir um pouco do gostinho desse confronto, certo? Então vamos para aquela velha e boa resenha.


                                                                Fotos: Marcello Zambrana / Cruzeiro

Um primeiro tempo totalmente surpreendente por parte da Raposa, nos mostrando que é possível jogar para frente, sem medo, creio que quase ninguém esperava que o Maior de Minas iria entrar dessa maneira. Se a primeira etapa não foi perfeita para o Cruzeiro Cabuloso, chegou perto disso, para vocês terem ideia, as três finalizações, foram os gols marcados, as trocas de passe e jogadas ensaiadas, o coração quase saiu pela boca de tanta felicidade, misturado com uma pitada grande de orgulho. Que continue assim.

Para essa partida ser melhor, só se estivesse terminado com uma vitoria do nosso Cruzeirão, porém o futebol que tanto amamos é uma caixinha de surpresa e se a fase inicial foi do Maior de Minas, a parte final foi do Palmeiras. Quem teve múltiplos ataques cardíacos, levanta a mão (estou com as mãos levantadas por aqui).

Apesar de tudo ou talvez por causa de tudo. Cruzeiro e Palmeiras fizeram um grande jogo (apesar de quase sofrer um infarto, cada minuto valeu a pena), e a Raposa leva para Minas uma boa vantagem que por sinal poderia ser melhor, entretanto agora é saber usar ao seu favor.

Se vocês acham que terão tempo de respirar, bom, a resposta é não. Domingo é dia de clássico em Belo Horizonte, deixem o plano de saúde em dia, depois não falem que não avisei e seguimos com nosso dilema: Somos loucos, somos Cruzeiro.


Paula Fernandes/@Paulinha_CEC

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.