Header Ads

Cristian: o técnico sem técnica

Comecemos o texto de hoje nos perguntando: o que Cristian de Souza ainda faz no Paraná Clube? Já faz tempo que venho pegando no pé do ‘treinador’ que, por mais que tenha ganho alguns jogos e ganho a sobrevida no cargo, nunca convenceu. Um cara que sempre esteve em categorias de base e que teve sua primeira oportunidade no Rio Branco-AC, é de se ficar com o pé atrás...

João Pedro bate em cima do goleiro e perde gol 'feito'
(Foto: Geraldo Bubniak)
O jogo com o América-MG tinha uma perspectiva boa, as mudanças por conta de suspensões, deram mais repertório ao ataque Paranista, que criou boas chances na primeira etapa. João Pedro foi o responsável por perder as duas melhores oportunidades, quando em ambas recebeu de Robson na cara do goleiro e bateu em cima dele. Do outro lado Richard operou um milagre em chute de Bill, mas nada pode fazer quando Renan Oliveira cabeceou livre na pequena área e abriu o placar, no final do 1º tempo.

O Tricolor voltou ligado para a segunda etapa e já no comecinho conseguiu o empate com Gabriel Dias, de cabeça. Tudo se encaminhava para a virada, mas a arbitragem e Cristian decidiram que esse não era o cenário ideal. Então o árbitro, que apitava faltas inexistentes e só dava cartão para o Tricolor, expulsou Rayan, aos 23’. Já Cristian voltou a usar o esquema dos jogos anteriores, que nunca deu certo, com a entrada de Minho. A partir daí o Paraná voltou a ser um monte de jogadores em campo e só deu América. Sem efetividade, a partida terminou empatada. Boa pela circunstância, ruim pela partida.

Gabriel Dias comemora seu 3º gol com a camisa Paranista
(Foto: Geraldo Bubniak)
O ano do Tricolor está correndo grandes riscos na mão de Cristian. Jogo a jogo ele demonstra a incapacidade de comandar a equipe, que tem boas chances de acesso, visto o equilíbrio inicial da competição. Robson, que não estava bem ontem, ficou em campo quando Wallace entrou para repor a zaga, e o sacrificado pelo ‘treinador’ foi Rafhael Lucas. A saída de João Pedro para a entrada de Minho foi outra bem criticada pela torcida, que homenageou Cristian aos gritos de “burro, burro, burro!”. Cristian ainda conseguiu ser expulso da partida, para a alegria de muitos dos presentes.

Na sequência da competição, o Tricolor vai até Goiânia enfrentar o Vila Nova, na terça-feira (11/07). Com Robson e Rayan suspensos, a tendência é que Minho e Wallace estejam no 11 inicial. Outros que podem estar voltando a equipe são Felipe Alves (infelizmente) e Leandro Vilela, que cumpriram suspensão. O Tricolor está a 2 pontos do adversário e pode ultrapassá-lo, caso vença na terça e o Vila tropece diante do Oeste, fora de casa, ainda pela 12ª rodada.

Fellipe Vicentini | @_FellipeS
#PRaCima

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.